comédia romântica · Just Like Heaven · Marc Levy · Mark Ruffalo · Reese Whiterspoon · [E se fosse verdade] · [Filmes] · [Literatura] · [Livros] · [Todos os motivos do mundo para assistir E se fosse verdade]

Todos os motivos do mundo para assistir “E se fosse verdade”

Imagem

Com o clima de romance no ar, por causa do dia dos namorados decidi fazer um post sobre um filme que amo e não me canso de ver. (Inclusive fiz meu namorado assistir comigo para comemorar o dia 12)  “E se fosse verdade” (Just Like Heaven) é uma daquelas comédias românticas inesquecíveis que todo mundo já assistiu. Se você nunca viu, para tudo o que está fazendo e vai agora assistir. Garanto que não vai se arrepender *-*

O filme conta a história de David (Mark Ruffalo, um dos meus atores favoritos do universo <3)  que ao alugar um fantástico apartamento em São Francisco, a última coisa que esperava, ou queria, era dividi-lo com alguém. Ele só estava começando a arrumar sua nova casa quando uma jovem bonita e decididamente controladora, chamada Elizabeth (Reese Whiterspoon, outra atriz que amo de paixão *–*), aparece de repente e insiste que o apartamento é dela. David imagina que houve um enorme mal entendido… até Elizabeth desaparecer tão misteriosamente como surgiu. Mudar a fechadura não detém Elizabeth, que começa a aparecer e desaparecer num passe de mágica, na maior parte do tempo para reprovar os hábitos de David dentro do apartamento dela. Convencido de que é um fantasma, ele tenta ajudar Elizabeth a atravessar para o “outro lado”. Mas apesar de Elizabeth descobrir que tem uma qualidade etérea, a de atravessar as paredes, ela também está convencida de que ainda está viva e de que não vai fazer “travessia” nenhuma. Enquanto Elizabeth e David procuram a verdade sobre quem ela é e como ela chegou à sua condição atual, os dois acabam se apaixonando. Mas resta pouco tempo antes que seus planos para um futuro juntos desapareçam.

Bem, primeiro preciso dizer que sou super fã do universo sobrenatural e também amo comédias românticas.  A combinação dos dois juntos caiu muito bem, o que faz que seja aquele filme que tem todos os elementos que um expectador adora: romance, mistério e comédia.

A questão é que “E se fosse verdade” não é só mais um filme açucarado. Ele lida com assuntos bem intensos como vida, morte e relacionamentos. Quem não se identificou com a personagem Elizabeth, sempre tão dedicada no trabalho para conseguir uma promoção a ponto de esquecer de viver a própria vida e não dar atenção a família que quando percebe já é tarde demais? Ou de David que sofreu grandes perdas e desistiu de correr atrás dos sonhos e da felicidade? A história trata de situações comuns e faz com que o expectador se identifique. Vivemos na correria, nessa geração que tem tudo e ainda quer abraçar o mundo. O tudo que ainda é pouco.

Quando nos conhecemos eu ficava repetindo que você estava morta, mas era eu que estava morto e você me salvou, agora é a minha vez de te salvar…

(E se fosse verdade)

“E se fosse verdade” é um filme que passa uma grande mensagem. Que devemos dar valor as coisas simples, as pessoas que amamos e viver muito enquanto ainda podemos. Pode soar clichê, mas nossa, esse filme arranca muitas lágrimas minhas toda vez que assisto. Ele passa aquela sensação de que “tem certas coisas que ainda valem a pena”.

Imagem

Minha foto preferida do filme. Reblogo mil vezes por causa de tanto amor ❤

Para completar, o filme tem a trilha sonora adivinha de quem? Você com certeza já ouviu aquela música linda que quando toca reconhece como a do filme, correto? A música e Just like heaven (o que me fez pensar, será que o título original do filme é uma clara referência ao The Cure? O-M-G) do The Cure que é uma das minhas bandas favoritas de todos os tempos ❤ E quando descobri isso, tive quase um colapso. Para quem não sabe, sou muito fã da década de 80 e roqueira nata. The Cure é uma banda que acompanho desde pequena por causa do meu pai e essa música é uma das minhas preferidas. Ela pertence a uma fase mais romântica da banda e a letra da canção é algo de ~arrancar suspiros~. Então essa “coincidência” me fez amar mais ainda o filme. Uma coisa que reparei é que eles divulgaram outra banda (que não sei quem é) com uma regravação dessa música como trilha sonora (o que é uma mentira). É só aguardar o fim dos créditos que você vai ouvir a música na voz do The Cure.

O mais engraçado é que o clip da música tem uma clima MUITO parecido com o filme (O personagem do David é paisagista). Ele também é todo colorido em tons laranja, roxo e rosa no céu, lembrando o crepúsculo de fim de tarde,  que eu adoro. 

Imagem

 Olha aí uma parte do clip *–*

Infelizmente não tenho o DVD do filme, o que me deixa irritada, porque sou uma daquelas pessoas que adora assistir o mesmo filme mil vezes. E se fosse verdade está na minha listinha há tempos e sei que um dia, vou encontrá-lo na pilha de dvd’s da Loja Americanas.

E os motivos para assistir esse filme não acabam, até porque Juliana navegando pela internet em um dia qualquer descobriu que… O filme nada mais é do que a adaptação de um livro. Uma pausa para a minha reação:

Imagem

Eu pirei totalmente! Sou uma devoradora de livros e isso fez com que o amor que sinto pelo filme só aumentasse. Corri para saber mais e descobri que o filme tem dois livros escritos pelo Marc Levy. O primeiro que leva o nome do filme, “E se fosse verdade…” já passou por várias edições e acredito que a mais fácil de encontrar seja a edição da Suma de Letras Brasil que é essa aqui:

Imagem

 

Que capa mais gracinha *–* 

O segundo livro “Encontrar você” narra a partir do momento em que “Elizabeth” desperta do coma e tenta se lembrar de David. Li alguns comentários em vários blogs que disseram que o segundo livro é bem mais difícil de encontrar. Ele foi publicado pela Editora Bertrand Brasil (O E se fosse verdade também foi publicado pela Bertrand, antes da Suma adquirir os direitos. Fiquei na dúvida se a Suma pode comprar o segundo ou vai continuar pela Bertrand).

Imagem

Como toda a adaptação, os livros são bem diferentes do filme que não mostra algumas situações, não explora alguns personagens e pasmem, o nome dos protagonistas são diferentes do filme. Apesar disso, a vontade de ler os livros continua. Deixo para vocês, a trilha sonora oficial do filme que vai dar aquela vontade de matar as saudades de Elizabeth e David ❤

https://www.youtube.com/watch?v=n3nPiBai66M

 

Anúncios

3 comentários em “Todos os motivos do mundo para assistir “E se fosse verdade”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s