Indie Rock · [As mais pedidas] · [Bandas] · [Franz Ferdinand] · [Músicas] · [Oingo Boingo] · [Pitty] · [Rock] · [The Cure] · [The Smiths]

As mais pedidas

Eu sou uma pessoa movida a música. Por causa do meu pai que é outro aficionado, música virou combustível e faz parte da minha vida. Ouço quando estou triste, alegre, escrevendo ou até mesmo lendo um livro. Já até estudei para uma prova com um som rolando. Música me acalma, me traz paz e a sensação de que a vida pode ser simples. E meu pai, mais uma vez tem culpa nisso. Cresci ouvindo TODAS as músicas dos anos 80 e quem me conhece sabe o quanto sou apaixonada e obcecada por essa década ❤ A melhor década de filmes, músicas e séries, época que adoraria ter vivido. Foi assim que descobri o Rock’n Roll e a partir daí, selamos a nossa união. Nesse meio tempo, percebi uma maior afinidade com o rock clássico e as bandas Indies contemporâneas.  Então tive a ideia de fazer o top 5 das bandas que mais escuto e que me inspiram. Eu escuto pelo menos uma vez por dia qualquer som deles. É uma terapia que indico qualquer um a fazer *–*

1º – The Smiths 

Imagem

 

The Smiths é nada mais, nada menos do que a minha banda favorita de todos os tempos e ocupa definitivamente o primeiro lugar da lista. Se deixar fico falando sobre a banda o dia inteiro, mas vou tentar resumir a nossa história para vocês. Quando pequena, meu pai ouvia muito “Bigmouth strikes again” e me apaixonei sem saber que era dos Smiths. Era apaixonada por aquele vocal feminino e voz fininha que fazia coro com o Morrissey. Cresci e quando completei 15 anos naquela fase rock’n’roll, redescobri The Smiths que veio para ficar. The Smiths é aquela banda que escuto quando estou alegre, triste, desanimada e esperançosa.  Já criei muitas histórias a partir das canções deles. Todas elas tem um pouco dos Smiths. O que mais me cativou era aquela mistura de melancolia e ironia presente nas letras que parecem fazer parte de mim. É caso de vidas passadas. Tenho vários discos preferidos da banda e não consigo não gostar de algum álbum deles. Poderia até indicar alguns, mas prefiro falar das músicas que mais mexem comigo. A minha canção favorita é Nowhere Fast, essa música liberta tudo o que há de bom em mim. É alegria, é amor, rodinha punk com tudo de bom que tem direito. Infelizmente a banda acabou, mas Morrissey continua com a sua carreira solo que acompanho por motivos de fangil. Para quem não sabe, ele é o meu cantor preferido. Chorei horrores quando ele cancelou o show que faria aqui no Rio no ano passado. Se curtiu a banda, procure também as minhas outras preferidas: Rubber Ring, How soon is now?, Stop me if you think you’ve heard this one before e Sheila take a bow. Obs: Alto índice de vício.

2º – Pitty

Imagem

 

Conheci Pitty e cia em 2003 quando estava me iniciando “no mundo do rock” e pirei com o primeiro cd “Admirável chip novo”. Na época, passava por uma fase rebelde e Máscara  virou meu hino e a minha canção preferida. O rock e as letras de Pitty me libertaram. Eu escutei tanto aquele disco que não faço ideia de como não furou. O meu amor por essa banda é tanto que já devo ter ido a uns 4 shows e já planejo ir no show que eles vão fazer no Circo Voador em Agosto. Tive a oportunidade de ter meu cd de ACN autografado pela Pitty, conhecer a própria em um show e bater um papo com o guitarrista Martin. A questão é que me identifico demais com as músicas da Pitty que sempre pregaram a originalidade, honestidade e atitude. Todos os cd’s fizeram parte da minha adolescência. Teve uma época em que Pitty deu uma parada na banda e criou o Agridoce que acompanhei, mas meu coração sempre foi do Rock. Recentemente, ela voltou com tudo com “Setevidas” que inclusive ouvi o disco inteiro antes de sair a pré-venda. Fã é fã né? Foi através da Pitty que conheci clássicos como Aldous Huxley e George Orwell. Não sei se gosto mais dos solos de guitarra ou aquele sotaque baiano cheio de fúria. Se caso não conheça a banda, ouça: Só de Passagem. 8 ou 80 e Guerreiros são guerreiros.

3º – The Cure

Imagem

 

Descobri o The Cure por causa do meu pai e eles são uma das melhores bandas que aconteceu nos anos 80. Sou apaixonada por muitas músicas deles e fica difícil definir uma como favorita. Mas confesso que a fase mais romântica, fofa e light da banda é a que mais me amarro. Como comentei no outro post do filme E se fosse verdade, vocês já sabem que a minha preferida é Just like heaven por motivos óbvios né? A banda é recheada de letras lindas, algumas românticas e outras reflexivas. The Cure parece ser aquela banda que saber dosar vocal com guitarra que dá uma mistura irresistível. Eles poderiam ser facilmente enquadrados no romantismo e alternam alguns momentos com o gótico. Se ainda não ouviu, é bom correr e se jogar em Lullaby, Friday I’m In Love,  Let’s go to bed Fascination street. 

4º – Oingo Boingo

Imagem

Oingo Boingo é uma das bandas mais famosas dos anos 80 e grande parte das suas músicas fizeram parte dos filmes dessa época. A banda que antes de ser “banda” era um grupo de teatro, combina rock com performance no palco. Para mim, Lady Gaga tinha se inspirado neles. Uma coisa que amo na banda é que os clips deles são repletos de historinhas a la Tim Burton com aquele clima de anos 80 no ar. A banda acabou, mas as músicas continuam tocando por aí. O vocalista Danny Elfman é famoso pelas trilhas sonoras famosas que criou como a música do seriado dos Simpsons e alguns filmes do Tim Burton (AAAAh *–*). Ele é considerado uma das influências do Evanescence, outra banda que amo muito.  A minha música preferida é a famosa Stay, mas você também pode ouvir bem alto: Weird Science (trilha sonora do filme dos anos 80), Just another day, Dead man’s party (outra trilha sonora de filme) e Spider.

5º – Franz Ferdinand

Imagem

Eles são a única banda contemporânea da minha lista do top 5 e isso me faz pensar o quanto sou velha haha.  Por ser fã de bandas indies, Franz é uma grande referência para mim e escrevi meu primeiro livro ao som deles. O que mais me chamou a atenção é que apesar de novinhos, a banda mantem aquele clima vintage, retrô, meio filme B dos anos 50. E eu nem gosto né? A alma velha aqui se identifica horrores com os clips, as letras, as referências aos anos 50 e filmes. Mas ainda assim, há algo de futurista neles. Vejo Franz como uma banda MUITO psicodélica e lamento muito não ter ido a nenhum show deles (eles vieram várias vezes ao Rio). Tudo indica que esse ano vai ter Franz no rio. VAI TER FRANZ SIM E SE RECLAMAR VAI TER MAIS. A minha música preferida é Lucid Dreams  e indico ouvirem na noitada com os amigos: Walk away, No you girls, Outsiders (MEU HINO), Michael e Dark of the matinee. Na dúvida, escute todos os discos da banda. E isso é uma ordem!

Só depois de terminar o post é que percebi que a maioria das fotos são preto e branco. Deve ser algum sinal. Essas foram as 5 bandas que não saem da minha playlist e que escuto sem parar. Sou extremamente viciada e muito fã. Dizem que “quem canta seus males espanta”. Ao som deles, não tenho dúvidas disso!

Anúncios

6 comentários em “As mais pedidas

  1. Menina, você sabe que eu acho que sem tem uma coisa que é unânime é música. Acho que até et gosta de alguma! Mas daí a concordar com estilo já é outra coisa. Eu não tenho preconceito, mas confesso que meu amor verdadeiro pelo rock vem crescendo ano a ano… falta muito pra eu virar perita. Destes cinco por exemplo, eu nunca nem ouvi falar do quarto (oingo oi? rs). Fiquei curiosíssima e vou já lá no youtube escutar, porque música boa é comigo mesma!

    Beijinho

  2. Adoro esse tipo e post. Vivo com a sensação de que não conheço bandas suficientes. Por exemplo, algumas que você citou eu nunca ouvi falar.
    The Smiths é a exceção. Amo tanto! Fiquei até com inveja de um pai que ouve The Smiths. Cada música é melhor do que a outra. Mas confesso que ouço muito mais em fases mais melancólicas.
    Tive uma fase Pitty, mas foi bem rápida e não lembro da maioria do que ouvi dela. Acho que hoje não faria mais minha cabeça.
    Preciso muuuuuito conhecer The Cure melhor. Só conheço Friday I’m in love, o que é um absurdo. Sinto que gostaria muito da banda.
    Nunca ouvi falar de Oingo Boingo. Sério, nunca soube que existia.
    Já Franz eu não sou fã, mas gosto bastante. Talvez se ouvisse mais…
    Vou procurar algumas músicas que você citou. Beijo!

  3. Eu nasci nos anos 80. Também sou apaixonada pelas músicas dessa década. Adorei a sua seleção. Principalmente, por causa das bandas The Cure e The Smiths. E o Franz Ferdinand também é show.
    Eu também gosto de escutar músicas quando estou alegre, triste, pensativa, lendo livros de poesia ou literatura em geral. E a minha preferência musical é rock’n’roll com certeza. Quem me conhece, sabe. Muito legal a sua postagem. Beijos.

  4. Pane no sistema, alguém não sabe ler com uma música de fundo. Kkkkk
    Eu fico perdida em top musical, porque nunca lembro os nomes das músicas, mas adoro pesquisar no youtube(quando rola net). U.u
    Oingo? Até achei que você tava zoando, mas o nome é bizarro pra mim.
    Vamos cantar e bater cabelo no show da Pitty!!!<3

  5. Posso dizer que ja ouvi algumas mas não fazem parde da minha playlist. Dos que eu não conheço vou ouvir um pouco para poder conhecer melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s