[Crônicas] · [Sobre liberdade e felicidade]

Sobre liberdade e felicidade

 

 

Feliz é aquele que é livre. Que pode ir e vir quando quiser. Que pode usar a roupa que desejar e se reinventar. Existe uma beleza exótica na liberdade. Essa coisa tão desejada que nem todo mundo tem, mas adoraria ter. Algumas pessoas gostariam que a felicidade fosse como um cartão de crédito onde você adquire uma cota e pode ser felicidade em pequenas doses.

O mais irônico que enquanto para alguns vivemos em uma época tão moderna e tecnológica, outros se amarram em complicações. Sendo presos a coisas e pessoas que só te levam pro fundo do poço, onde não se pode navegar e flutuar. Aquele peso morto que só te puxa para baixo e que você sabe que não vai te fazer nenhum bem.

Ser feliz é algo raro e intenso. Temos tantos mecanismos disponíveis para isso atualmente, mas infelizmente nem todo mundo compartilha desse sentimento. Para algumas pessoas, religião, políticas e outras coisas ditam a sua felicidade. Mas deviam saber que felicidade não tem endereço, nem status. Ela vem e te envolve sem te deixar escapar.

Alguns até deixam escapulir,  como uma bexiga que escapa ar até ficar murcha. Outros agarram a primeira oportunidade e são vistos como loucos pelas pessoas. Porque claro, quando você decide se entregar a um sonho, ser feliz e livre é errado. Você tem que ser infeliz e fazer o que todo mundo quer.  Só que não, a vida não é assim. Ainda bem.

Mas como diria Caio Fernando Abreu, “Ainda bem que sempre existe outro dia. E outros sonhos. E outros risos. E outros amores. E outras pessoas. E outras coisas… “Não se limite e nem escute os outros. Nem todos os conselhos que vão te dizer são bons. Correr atrás da nossa felicidade ainda é o topo da nossa lista. E se isso te faz feliz, corra enquanto tiver tempo e não pare. Os infelizes ficarão para trás. A felicidade acontece só para quem merece.

Anúncios

2 comentários em “Sobre liberdade e felicidade

  1. Excelente texto, Ju. A felicidade reside dentro de nós e depende de nós para existir. Ser feliz é saber se colocar diante do mundo sem ter medo de ser. Ser o que tu és é o primeiro passo. Beijos.

  2. Sou clichê e ainda acredito que a felicidade tá muito mais na ~jornada~ do que num ponto iluminado lá na frente, que a gente precisa correr atrás. Gosto da ideia do Ferris Bueller: life moves pretty fast, if you don’t stop to look around once in a while you might miss it. Ele fala da vida, mas felicidade é a mesma coisa. Basta prestar atenção. 🙂
    beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s