Fim de ano Grinch

Como vocês devem ter notado, sumi durante dias e o blog ficou vazio, sem postagens. E muita coisa aconteceu nesse meio tempo. Um Fim de ano Grinch ou como o Universo está rindo da minha cara. 

Assim que as minhas aulas na Faculdade terminaram, a primeira coisa que fiz foi me jogar na piscina, dormir como se não houvesse amanhã e ler todos os livros que tinha direito. E prometi que ficaria uma semana sem escrever, mas é claro que isso não aconteceu. Porque como já deveria imaginar, a inspiração não funciona dessa forma, ela surge nos momentos mais improváveis e não descansa até fazer o autor escrever. Foi assim que fiquei isolada uma semana. Escrevendo sem parar tentando cumprir prazos que a essa altura do campeonato não foram cumpridos.

E no meio disso tudo, Paulistas invadiram o Rio de Janeiro, o calor arrebatou a Cidade Maravilhosa, o que fez com que não pudesse ficar no meu próprio quarto. Pois logo agora, quando faz cinquenta graus de calor, o meu ventilador deu pra pifar. A casa estava cheia, os únicos lugares que podia ficar eram na sala, onde toda a família que veio passar as festas de fim de ano passava o maior tempo. E quem consegue produzir com várias pessoas falando e vendo a Novela das oito? Não eu! Mas sobrevivi e o ventilador já voltou pro seu devido lugar.  Aproveitei pra curtir as férias, mas é óbvio que o Espírito Grinch não ia me abandonar um dia antes do Natal. Isso inclui pegar uma tempestade torrencial no meio da semana, ficar ilhados em um posto de gasolina pós comida japonesa. E claro, com direito a muito sorriso e muita selfie. A gente tinha que documentar isso.

 

Eu gostaria de ter postado algo durante esses dias, mas não rolou. Queria ter desejado um Feliz Natal, ter feito um post bonitinho, mas sabe infelizmente não sou uma blogueira desse tipo e a verdade é que… Rufem os tambores, o Grinch incorporou em mim nesse Natal.

Eu nesse fim de ano
Eu nesse fim de ano

Logo eu, que amo tanto o Natal, conto os segundos para uma das datas mais bonitas do ano, fui surpreendida com um mau humor gigantesco, bem negro e junto com ele, a vontade de cancelar uma das minhas datas preferidas.  Tentei entender o porquê isso estava acontecendo e acho que além do Calor – porque sim, a culpa sempre vai ser dele – tem também os shoppings cheios, as compras de última hora que sempre juro não fazer e acabo cometendo, a felicidade forçada em algumas pessoas e os posts pra lá de hipócritas no Facebook da qual não sou obrigada. O que mais vi foram pessoas pra lá e pra cá, preocupadas com o Natal, casa arrumada, presentes, mas que se esquecem do principal: o espírito Natalino. E isso me deixa muito chateada. Apesar de adorar ganhar presentes, não sou materialista e gosto da noite que deveria ser pelo menos, uma noite de paz, união e esperança ao lado de quem você ama. Graças a Deus deu tudo certo, o Natal foi salvo e aqui estou.

Só que o espírito Grinch não foi embora. Ainda não. Mas agora ele tem bons motivos. Eu amo Natal, Halloween, aniversários, mas odeio com todas as forças o Ano Novo. É claro que fico ansiosa para o novo ano chegar, com muitas expectativas e tal, mas não suporto essa noite onde as pessoas ficam bêbadas, ouvem música ruim e se emocionam com fogos de artifício (Oi?). Sério, por mim dormiria no dia 30 e acordaria no dia 01. Mas não, é claro que isso não vai acontecer comigo.

Passei grande parte dos meus Réveillon’s viajando pra Cabo Frio e guardo muitas recordações legais dessa época. Depois de um tempo, passei a ficar enjoada e passei a ficar no Rio com os amigos e etc. No primeiro ano novo que não foi em Cabo Frio, passei em Copacabana, foi super legal, me encantei pelo lugar até que decidi repetir as doses nos anos seguintes. E pra quê fiz isso? Foram dor de cabeça do início ao fim. Desde pegar o metrô até voltar pra casa. Meu ânimo com o Ano Novo foi diminuindo até que no ano passado passei em casa com o meu namorado, e diga-se de passagem foi mil vezes melhor do que ir até a Copacabana e se estressar.

Só que o grande problema é que enquanto odeio Ano Novo, meu namorado adora. E ele decidiu passar na Cidade em que os pais dele tem ” casa de praia”. Até aí tudo bem. O problema é que não quero viajar – pegar trânsito – nesse calor. Já tenho que aturar o Calor e o trânsito pra ir pra Faculdade todos os dias. Tudo o que mais queria era fugir,  passar o Ano Novo quietinha, com muitos beijos e abraços, sem estresse de preferência em um iglu.

E enquanto digito esse post, ao som de You Only Live Once do Strokes, desejo que o Ano Novo de vocês seja awesome, muito animado e que venha um 2015 para todos nós repletos de realizações, sonhos, saúde e esperança. Obrigada a todos vocês que me acompanham, comentam sempre que podem e me fazem rir com os comentários. Isso é muito significativo pra mim ♥ Tenho muitas novidades para o ano que vem!

E espero de verdade que no meu aniversário que é no dia 22 de Janeiro, chova muito e faça muito frio. Por favorzinho, esse seria o melhor presente que poderia receber! E desejo que até lá, o espírito Grinch ou o Inferno Astral tenha ido embora.

Eu espero também ficar animada até às 23: 59 do dia 31, caso não serei aquela com batom preto quando der meia – noite, com um fone de ouvido escutando The Smiths. E com um namorado no lado pulando feito criança.

 

 

Um agradecimento especial ao meu namorado que atura o meu humor negro, a minha pessoa e ainda assim ri da minha cara e me faz rir junto com ele. Eu sei que ao seu lado vou sempre me divertir. Mas por favor, pode ser por aqui por perto? HAHAHAHAHA

Anúncios

2 comentários sobre “Fim de ano Grinch

  1. Ain que fofa kkk
    Nesses ultimos anos eu que era meio grinch pro Natal e ano novo.. sempre achei essas datas meio tristes ( não sei explicar o porque).
    Porém, esse final de ano foi diferente.. Até tenho curtido.

    Sobre ouvir musica ruim e se emocionar com os fogos me fez rir muito essa é a pura verdade. mas fazer oque? kkkkkk

    Vc e seu namorado parecem ser fofos demais! >.<

    Boa virada!

  2. Feliz 2015 para você. Que seja um ano repleto de muita paz, saúde, amor, prosperidade e alegria para nós. Eu também já fui parecida com você, mas hoje estou um pouco mais tranquila. Beijinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s