Bruxos · Editora Nova Fronteira · Editora Record · [3 livros que mudaram a minha vida] · [Agatha Christie] · [Assassinato no Expresso do Oriente] · [Editora Rocco] · [Filmes] · [Harry Potter e a Pedra Filosofal] · [J. K. Rowling] · [Literatura] · [Livros] · [O Diário da Princesa] · [Rotaroots] · [Séries]

3 livros que mudaram a minha vida

Já faz um tempinho que estou doida para participar das postagens do Rotaroots. Para quem não conhece, o Rotaroots é um grupo de blogueiros que se uniu para mobilizar a blogosfera com postagens super divertidas e interessantes pra lá de old school. Já participo do grupo, mas a rotina não me deixava postar. Perdia as datas e programações do mês até que vi esse meme. A única coisa que pensei foi, preciso escrever algo sobre isso e participar. Bem, aqui estou!

Agora vamos combinar que escolher só 3 livros é muito difícil, mas juro que tentei ser justa. Espero não me lembrar de outro depois do post ser criado. É, a gente sabe que isso vai acontecer  haha.

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal


 

Tá, eu sei que isso é super clichezão, mas é óbvio que o meu bruxinho preferido não podia ficar de fora. Antes de Harry Potter entrar na minha vida, eu já lia muito. Só que foi Harry Potter que fez meu mundo mudar virar de cabeça para baixo, ler sem parar, confabular teorias com os amigos e encontros para assistir o filme no cinema. Foi uma época inesquecível e assim Pedra Filosofal se tornou um dos livros favoritos. Acho que esse amor platônico aconteceu principalmente por tratar de um assunto que amo: BRUXAS. Não importa se é livro de criança, seriado da Disney ou canção do One Direction. Se falar de bruxas, eu vou parar o que estou fazendo para ouvir e se eu gostar, vai se transformar em amor e aí já viu. Agradeço muito a J. K. Rowling e Harry pela leitora e escritora que me tornei. Eu sempre digo e vou continuar repetindo: Harry Potter mudou a minha vida para melhor ❤

 

O diário da Princesa

 

No auge dos meus doze anos, sofri muito bullying. Eu era a pessoa mais alta da turma, usava óculos, aparelho e não me encaixava em nenhum grupinho. Foi por acaso que entrei na sessão do filme do Diário da Princesa e depois que assisti não conseguia parar de pensar o quanto aquelas duas meninas – Mia e Lilly – eram parecidas comigo e isso era incrível. Eu estava acostumada a ver as populares, lindas e incríveis como protagonistas. Era difícil encontrar uma personagem outsider estrelando histórias. Depois que li o livro, eu tive certeza de que a minha vida nunca mais seria a mesma. Não tinha problema me sentir deslocada, em não ser popular ou curtir rosa, O diário da Princesa me trouxe a confiança que não tinha. Dali foi um passo para o rock e toda a libertação que a adolescência proporcionou. Sem dúvidas, foram momentos inesquecíveis.

 

 Assassinato no Expresso do Oriente

 

Que eu amo a Agatha Christie e ela é uma das minhas autoras favoritas isso todo mundo sabe! Até já contei um pouquinho como me tornei fã dela aqui no blog. Só que foi com Assassinato no Expresso do Oriente que me apaixonei de vez. Eu me lembro que antes de ler o assassinato pela primeira vez, já tinha lido todos os livros de Harry Potter que tinham sido lançados e não tinha mais nada pra ler. Não tinha dinheiro para comprar livro e já tinha devorado o Mansão Hollow da Agatha que uma amiga tinha me emprestado. Já naquela época sentia necessidade de ler um livro atrás do outro. Um colega da minha turma me contou que a mãe dele era a maior fã e me emprestou o livro. Eu fiquei impressionada, ele era antigo, tinha a capa era dura e se passava no trem. Tirando Harry Potter,  nunca tinha lido uma história que se passava no trem. Fiquei toda deslumbrada, me achando haha Pois bem, eu terminei o livro em menos de três dias, porque não conseguia parar de ler. Novamente, não consegui concluir quem era o assassino, mas cheguei bem perto de descobrir. O fato de ” me sentir enganada” pela Agatha nunca me irritou. Ao contrário, acho que é isso que me instiga a ler mais e mais livros dela. E assassinato no expresso é unanimidade. Todo mundo que leu e devorou, amou e com toda a certeza é uma ótima indicação. Se você quer se aventurar pelo universo da rainha do crime, sem dúvidas comece por esse. É aventura garantida do início ao fim.

Esses foram os três livros que mudaram a minha vida e devo muito o que me tornei a eles. Espero que tenham curtido e prometo voltar com mais postagens desse tipo. E vocês, quais foram os três livros que mudaram suas vidas? Me contem nos comentários, quero me aventurar com vocês 😉

Anúncios

3 comentários em “3 livros que mudaram a minha vida

  1. Menina sabe que nunca li nada da Agatha Christie! Tenho uma amiga que é assim que nem você, já leu tudo dela!

    Agora se tem uma coisa que se eu pudesse voltar no tempo e dar umas tapas na cara da Nayhara do passado é por não ter lido Harry potter. Nunca li e acho que hoje, com meus quase trinta, não vai ser a mesma coisa que ler na época, que ter acompanhado o crescimento do Harry, o lançamento dos livros… perdi o tempo… ai que buurraaa dá zero pra mimmmm

  2. Oi Ju!
    É difícil citar apenas três, né?
    Acho que, no meu caso, foram A Princesinha, Coraline e O Poderoso Chefão, porque cada um marcou uma transição.
    Harry Potter mudou a vida de muita gente, isso é fato. Somos privilegiados por ter nascido na geração que cresceu com eles.
    E, bah, quem não gosta da Agatha? =D
    Mas confesso que minha maior surpresa é O Diário da Princesa. Claro que eu sabia que encontraria ele na lista. Mas só agora é que fui entender porque ele é tão importante pra você.

    Um beijo enorme! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s