Episódios de terror do Chaves e Chapolin Colorado – Especial de Halloween

 

Chapolin_colorido-1-.png

Chaves e Chapolin Colorado são séries marcantes e populares que não importa quanto o tempo passe, seu público sempre se renova. Roberto Bolaños era um gênio. Ator, escritor, diretor, comediante entre muitas outras ocupações que tinha que teve a incrível ideia de criar uma série infantil e lúdica com atores adultos interpretando crianças e criou uma série com um super herói latino, com direito a sátira aos super heróis americanos. Tem coisa melhor?

Desde pequena sou muito apaixonada por eles e já faz um bom tempo que estava querendo trazer esse post pra cá. Por causa do meu pai que é muito fã da série, já assisti quase todos os episódios – menos aqueles que não passaram no SBT e não tem na internet. Também não tenho Multishow – e sou completamente viciada nos episódios de terror das séries que por sinal são vários, principalmente do Chapolin Colorado.

Por isso achei que seria bacana compartilhar com vocês os meus favoritos. São episódios muito bons e ótimos para maratonar no Halloween, principalmente para a galera que quer se iniciar no terror ou tem medo de assistir coisas muito pesadas. Vamos ao meu top favorito de episódios.

 

O filme de terror: Esse episódio é um clássico do Chaves. Ele, Chiquinha e Quico decidem assistir um filme de terror na casa de Frederico. Mas Dona Florinda com receio do filho ficar com medo, acaba com a diversão deles, fazendo com que eles se metam em várias confusões para tentar terminar de assistir o filme. Com direito a muitas risadas e sustos. Uma das coisas que mais acho bacana é o clima sinistrinho que ronda pelos três terem assistido, ficarem com a consciência pesada e assim com medo. Atitude típica de crianças que são impedidas de assistir filmes mais pesados pelos pais e não costumam obedecer. Morro de rir e me divirto muito porque aconteceu a mesma coisa comigo quando assisti a volta dos mortos vivos quando tinha sete anos. A ficção definitivamente imita a vida e fica aí uma ótima lição: de sempre ouvir os conselhos dos mais velhos que têm mais experiência que você e jamais desobedecer as ordens dos seus pais.

 

A casa da bruxa: O que mais amo esse episódio é o fato dele ser voltado para a personagem da Bruxa do 71. Ela é uma personagem muito caricata e que em alguns momentos, nós espectadores acabamos enxergando pelos olhos deles (pelo fato dela ser uma mulher com uma certa idade que vive sozinha e com um gato que se chama Satanás). Amo a lição que esse episódio passa e a reviravolta do final. Fica a lição para nós de que aparências não significam nada e que pessoas podem ser muito mais do que aquilo que você muitas vezes quer ver. Destaque para as viagens dos três que é bem assustadora, quando criança confesso que senti medo sim. Não vou negar lol

 

A casa dada não se contam os fantasmas: Sou muito fã de Chaves, mas não tenho como negar que Chapolin é o meu favorito. Não sei se é pelo fato dele ser um super herói nos moldes latino ou por conter ação e aventura, e claro muitas pitadas de comédia, mas o fato é que eu sou MUITO mais fã dele do que de Chaves. Fico muito chateada dele ser deixado mais de lado, mas ainda bem que temos a internet e a possibilidade de assistir os episódios. Tenho muitos episódios favoritos, mas prefiro deixar outro dia para falar deles. O fato é que esse é sem dúvidas um dos meus episódios favoritos de terror. Não me canso de rever e adoro maratonar tudo no Halloween. Acho que esse clima de casa assombrada e ~ tudo pode acontecer ~ uma das coisas mais fantásticas da história. O episódio narra a história de um casal que para conseguir a herança do avô – que é ficar com a casa – precisam passar a noite naquele local. O problema é que a casa está caindo aos pedaços e para completar, com moradores um tanto peculiares. O episódio tem de tudo: terror, sustos, mistérios e muita comédia. Adoro que tudo nele se encaixa muito bem como uma produção típica do terror, desde a trilha sonora utilizada para os efeitos especiais até a composição de elementos para a história. Esse episódio foi uma inspiração para a casa nº 7, um dos contos do meu livro Maratona Do Terror. Um detalhe que pouca gente sabe é que os episódios de Chapolin de tempos em tempos eram refilmados. Esse episódio por exemplo possui umas 3 ou 4 versões diferentes, uma delas você pode encontrar aqui e aparecem com diversos nomes: “Em casa de fantasmas, até os mortos se assustam”, “A casa mal assombrada”, etc. Isso é muito comum e esse não foi o primeiro episódio a ter várias versões, Aventuras em Marte também possui várias versões. O fato é que esse episódio é um dos meus favoritos, maravilhoso e o final é sensacional. Assistam, porque ele tem tudo a ver com o clima de dia das bruxas.

 

O tesouro do pirata fantasma: Esse é outro episódio que eu tinha muito medo quando criança. O episódio narra a história de uma moça que entra em um local para se abrigar da chuva e com medo das assombrações acaba pedindo ajuda ao Chapolin. Acontece que aquele local é assombrado pelo pirata Alma Negra (personagem recorrente nas tramas do Chapolin e bastante conhecido nas histórias de pirata como o pirata mais sanguinário que já existiu). Por lá ela encontra o tatatatataraneto do Alma Negra que fala com o espírito dele. O episódio é envolto por mistérios e brinca muito com esse lance de espíritos e tem bastante terror psicológico. Temos a sensação o tempo inteiro que estão brincando com a nossa mente e isso me deixava louca quando criança. Por ironia do destino ou não, esse é o subgênero do terror que eu mais amo. Lembro da primeira vez que assisti ficar bastante assombrada com ele e eu amo o final que foge daquela coisa comum de ser explicado ao espectador. Gosto quando a liberdade poética deixa a gente imaginar o que quiser, principalmente quando se é criança. Esse detalhe foi uma das coisas que mais gostei e um dos motivos para assistir nesse Halloween. É imperdível!

 

O abominável homem das neves: Esse é sem dúvidas um dos episódios mais assustadores do Chapolin. Um casal de mochileiros vai se abrigar em uma casa, apesar do estado dela não ser muito bom e estar toda revirada, ainda assim os dois decidem pernoitar por ali. Eles são surpreendidos por alguém que está observando o casal do lado de fora. Suspeitando se tratar do abominável homem das neves, mais uma vez a ajuda do Chapolin é requerida no local. Eu simplesmente amo esse episódio, porque apesar de ser bastante cômico, a caracterização do personagem do abominável homem das neves ficou realmente bizarra. Me lembro que isso sempre me assustava quando criança. Amo também porque ele é todo constituído por elementos típicos do terror como A casa dada não se contam os fantasmas e possui uma atmosfera sombria e enigmática. E eu me divirto sempre com o final. Em alguns momentos até me lembrou os contos do Lovecraft. Vou até reler os contos do autor pra ver se possui alguma ligação. Esse é mais um episódio que não pode faltar na sua maratona de dia das bruxas.

 

Por último, temos A casa mal Assombrada. Acho que esse episódio nem é tão lembrado assim pelos fãs, mas é um meus favoritos de terror. Nele, um grupo de profissionais de parapsicologia vão até uma casa para investigar e pesquisar uma casa assombrada e acabam chamando o Chapolin por conta das possíveis assombrações que encontram pelo caminho. Assim como os outros episódios, esse também é repleto de elementos do terror e atmosfera sombria, mas diferente dos outros, possui um plot twist sinistro e claro com direito a muitas gargalhadas. Amo o final e a forma como ele se desenvolve. Amo o leque aberto que os produtores deixavam que permitiam que nós espectadores pudêssemos criar as nossas próprias teorias e o nosso próprio final. Acho sensacional e é um episódio imperdível para se assistir no Halloween.

Espero que tenham curtido o post. Esse em especial tem gosto de nostalgia e fico feliz de finalmente poder falar dessas séries – que por mais que sejam batidas – moram no meu coração e são de certa forma referências no meu trabalho e fazem parte da minha cultura.

Tenham uma noite arrepiante 🎃👻

Beijos,

Ju

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s