5 contos para ler no dia das bruxas · 5 contos para ler no dia das bruxas {Mês Especial do Halloween} · Amazon · Contos · H. P. Lovecraft · Halloween · Lauren Myracle · Mês Especial do Halloween · Mistério · Misticismo · Monique Lavra · Terror · [C. A. Saltoris] · [Stephen King]

5 contos para ler no dia das bruxas {Mês Especial do Halloween}

No Mês Especial de Halloween, não pode faltar contos de terror para ler na data mais mágica e assombrada do ano. Pensando nisso, fiz uma lista com 5 contos de terror que vocês precisam ler para entrar no clima dark. Tem literatura nacional, terror psicológico e muitos elementos sombrios. Partiu para o nosso top 5?

51b3syhEmfL._SY346_Sacrifício (Monique Lavra) – O conto de Monique Lavra é um terror psicológico que adquiri na Amazon e narra a história de Gabriel, um rapaz que busca abrigo em um pequeno hotel de beira de estrada em uma noite de tempestade. Ele é recebido muito bem, todos são muito gentis, até que o ponteiro do relógio marca meia – noite. A história é surpreendente, a trama é muito bem estruturada e apesar do gênero fantasioso, o conto passa a ideia de realidade muito forte. Adorei que o conto possui um hotel sinistro como cenário, como fã de Stephen King, essa construção ajudou a criar a atmosfera e clima necessário. Fiquei chocada com o rumo dos acontecimentos, o conto não é previsível e tem um final arrebatador. O conto é surreal e tem tudo a ver com o Halloween.

114200271SZ

1408 (Stephen King) – É claro que não poderia faltar Stephen King nessa lista, né? Eu costumo dizer para quem quer ler Stephen King ou quem não curtiu as histórias dele, para ler algum conto do autor. 1408 é um conto que faz parte do livro Tudo é eventual e enquanto no romance, Stephen é mais adepto de um desenrolar mais demorado, seus contos são mais climáticos e surreais. 1408 conta a história de Mike, um escritor de livros de terror que não teme o sobrenatural e decide se arriscar no quarto de um hotel que dizem ser assombrado e todas as pessoas que se hospedaram lá, morreram. O conto é incrível, muito bem escrito e é perfeita a forma como Stephen King criou a atmosfera que contribui muito para o grande finale. É uma verdadeira montanha russa de emoções que vai deixar a sua noite de Halloween super eletrizante.

hplovecraftA cor que caiu do espaço (H. P. Lovecraft) – A cor que caiu do espaço foi o meu primeiro contato com Lovecraft e é um dos contos mais incríveis que já li em toda a minha vida. Nesse conto, vamos nos deparar com a história de um vilarejo a oeste de Arkham no qual um meteoro acaba caindo e destruindo a flora e a fauna do local levando os moradores ~ literalmente ~ a loucura. Lovecraft constrói a atmosfera de uma forma incrível e acredito que essa deve ser uma das suas maiores qualidades. Ele dá uma verdadeira aula de construção e clima de atmosfera no cenário. O conto é um horror cósmico e fiquei completamente envolvida com a leitura. E apesar de ter lido de dia, isso não me impediu nenhum pouco de sentir medo e ficar agoniada. Para quem busca um clima dark e muita ficção científica, o conto é um ótimo pedido.

AS_CORES_DO_ALEM__1431367385449693SK1431367385B

As cores do além (C. A. Saltoris) – C. A. Saltoris é uma das minhas autoras favoritas e tem o dom de escrever histórias macabras que mexem bastante com o nosso psicológico. As cores do além conta a história de Joshua Morris, um jovem cineasta com um futuro promissor e muita imaginação. No dia 31 de outubro, ele decide pernoitar na locação do seu próximo filme: um parque de diversões abandonado. Ao acordar, ele é surpreendido pela morte… e suas cores. A criação de elementos no conto é fantástico. A forma como Saltoris coloca ficção com realidade e cria metáforas através disso é feita com muita riqueza. Ainda por cima, a história se passa no dia das bruxas. Quer coisa melhor? Eletrizante e macabro, vocês não vão se decepcionar. É um conto perfeito para ler no dia das bruxas.

download

O buquê (Lauren Miracle) – O conto faz parte do livro Formaturas Infernais com diversos autores e é uma adaptação e inspirado no conto A pata do macaco de W. W. Jacobs. O conto conta a história de Frankie, uma adolescente que as vésperas do baile de primavera da escola, quer descobrir se o seu amor pelo melhor amigo Will é recíproco. Ela decide consultar a Madame Zanzibar e encontra um buquê com flores murchas e é avisada que pode pedir 3 desejos. Mas precisa ter muito cuidado com eles. A garota faz o pedido e a forma como a história se desenrola é surreal. O conto é eletrizante, muito bem construído e tem um plot twist incrível. Acho que é um dos contos mais uou que já li em toda a minha vida. É uma super pedida no Halloween e aposto que vai tirar o sono de vocês no dia das bruxas.

E vocês, tem algum conto de terror para me indicar? Quais contos que não podem faltar no Halloween? Me contem nos comentários que quero descobrir!

Um feriadão trevoso!

Mil beijos,

Ju

Anúncios
Becca Fitzpatrick · Halloween · Livros · Mês Especial do Halloween · Séries · Sussurro (Hush, Hush #1) · Sussurro (Hush, Hush #1) - Becca Fitzpatrick {Mês Especial do Halloween} · Uncategorized

Sussurro (Hush, Hush #1) – Becca Fitzpatrick {Mês Especial do Halloween}

capa_sussurro_300dpi1.jpg

Aproveitando o Halloween, vou compartilhar com vocês livros que tenham uma temática sobrenatural, que tem tudo a ver com o dia das bruxas. Sussurro de Becca Fitzpatrick é uma das minhas séries favoritas de todos os tempos e é a indicação de hoje.

Assim que vi esse livro pela 1ª vez, as comparações com Crepúsculo foram inevitáveis. A descrição na contracapa parecia mais um exemplo de livros que seguiam a linha de romances sobrenaturais que estava de saco cheio de ler. Mas me enganei profundamente. Sussurro é uma série de 4 livros que quase já virou série de tv (o projeto foi cancelado em cima da hora). Hush Hush narra a história de Nora Grey que é uma garota de 16 anos, que participa do e-zine da escola e está focada em conseguir vaga em uma das maiores universidades do país. Ela nunca se interessou por nenhum garoto da escola – não porque eles não gostam dela – mas sim porque ninguém chamava a sua atenção. Tudo muda no dia em que seu professor/ treinador muda os lugares na aula de Biologia e Nora Grey passa a sentar ao lado de Patch, o novo aluno com ar de bad guy e encrenqueiro. E o impasse entre os dois se inicia. A grande questão do livro é que o protagonista está longe de ser um cavalheiro perfeito como Edward Cullen, Patch é aquele tipo de cara que a gente sabe, que ao se envolver com Nora, vai acabar em confusão.

O enredo é de tirar o fôlego e não se resume apenas  ao romance dos dois personagens. O que mais me prendeu na história foi o fato da história abordar a temática de anjos caídos (que é pouco explorado nas tramas sobrenaturais) e os dois personagens principais serem tão diferentes e terem uma química tão explosiva.

Foi a partir daí que comecei a entender o encanto que há entre duas pessoas completamente diferentes. A cada capítulo, o leitor vai se apaixonando mais. O livro não é um enredo puramente romântico, tem toda uma história envolvida. Patch é um anjo caído. Tirem da cabeça aquelas imagens belas e angelicais. Ele é um anjo que foi expulso, pois desejava ardentemente ser humano. O rapaz se apossa do corpo de humanos no período de “Cheshvan”. Por que ele fez isso? Por causa de uma mulher, é claro. Ele está longe de ser um homem bom, mas Nora Grey representa para ele uma oportunidade de se redimir. Foi então que compreendi e achei que a autora soube casar muito bem as duas propostas, sem tornar a trama tão apelativa.
Geralmente caras maus se sentem atraídos por garotas opostas porque elas significam tranqüilidade e paz. A descoberta de um mundo novo que bad guys não possuem acesso. Coisas que caras como Patch não possuem e necessitam profundamente, como uma vida comum e normalidade. Principalmente quando se trata de um anjo caído com um passado turbulento.

Quando terminei de ler, percebi que muitas perguntas serão respondidas no segundo livro da série Crescendo. Mas ainda assim o primeiro volume consegue fechar muito bem o arco, O livro além de ser uma história de amor, é também uma historia com altas doses de suspense, ação e fantasia. A leitura é muito fluída, a narrativa é gostosa e ideal para se devorar no Halloween ❤

Um bom feriado assombrado ❤

Beijos,

Ju

A ficção vira realidade: lendas sobrenaturais {Mês Especial do Halloween} · A Loira do banheiro · A mulher de branco na estrada · Contos · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Halloween · Jogo do Copo x tabuleiro Ouija · Lendas sobrenaturais · Mês Especial do Halloween · Paranormal · Teorias · Terror · [A ficção vira realidade]

A ficção vira realidade: lendas sobrenaturais {Mês Especial do Halloween}

tumblr_o9ta6wJKsv1ukzs7qo1_500.gif

O Halloween está se aproximando e esse clima de época “sombria, dark e misteriosa” que é atrelada a data não é a toa. Acontece que o Dia das Bruxas se originou do Samhain, um festival que comemora a passagem do ano celta. É uma espécie de ano novo, no qual eles celebram o fim do ano velho e a chegada do novo. O Samhain marca o início do inverno e dizem que era uma época em que a alma dos mortos retornavam para suas casas para visitar os familiares, buscarem alimento e se aquecerem em frente a lareira. Acredita-se que com a mistura dos povos e o êxodo acabou originando – se o Halloween, que é a véspera do dia de todos os santos. Segundo supersticiosos, é nessa época que a roda do norte (do hemisfério norte) gira. A roda no hemisfério sul rodou no dia 1º de Maio, o que seria o equivalente para nós da data do Halloween.

E como não poderia deixar de ser, é claro que muitas lendas sobrenaturais são lembradas nessa data mágica. Desde que comecei a escrever, arquivei várias histórias.  Como todo mundo sabe, essas lendas costumam ser inspiradas em histórias e mitos dos folclores locais. Um costume muito praticado na civilização por diversas gerações. Desde que comecei a escrever as minhas histórias, tenho o hábito de fazer muitas pesquisas a respeito. É uma forma de inspirar e nos ajuda a encontrar a coerência para a história, obedecendo mitologias, datas e histórias locais. Já escrevi sobre uma aqui no site. É o caso da Bruxa de Monterrey que já foi ao ar por aqui e fez muito sucesso na época. Estou pensando em retornar com essa coluna e decidi começar hoje, relembrando com vocês algumas lendas e casos sobrenaturais que fazem parte do nosso imaginário e folclore. Não faço ideia se são verdadeiras ou não, mas estou passando para vocês tudo o que li e ouvi durante todo esse tempo. Deixando claro e advertindo TODAS as pessoas que vão ler esse post, para não repetir ou realizar essas brincadeiras. Sabemos que as pessoas são responsáveis por cada ação que praticam, mas lembre-se que não devemos brincar com o sobrenatural. Você não precisa acreditar, só é necessário respeitar. Vamos deixar as lendas sobrenaturais no terreno da ficção, onde é mais seguro e apropriado. Agora que fiz as devidas recomendações, vamos voltar ao post. Mas só leia se não tiver medo.

tumblr_o1jjtjpjMo1tf04pfo1_500.gif

 

tumblr_nd6p63SxEM1qkchnio1_500.jpgJogo do Copo x tabuleiro Ouija

Com toda certeza, muitos de vocês já devem ter ouvido falar da brincadeira do “jogo do copo”. Essa brincadeira era muito comum na época da escola. Eu nunca brinquei dessas coisas, porque meu pai sempre me alertou e me pedia para respeitar o sobrenatural. O jogo do copo também ganhou algumas ramificações e foi adaptado também para a “brincadeira do compasso”, mas todos descendem da mesma coisa: o tabuleiro ouija. Todas as pessoas que realizaram o jogo (tanto do copo quanto do compasso) colocaram respostas em papéis de modo que conseguissem arrancar as respostas dos espíritos, enquanto o tabuleiro ouija tem o seu próprio alfabeto, o que torna o processo mais assertivo. Todos esses jogos têm como objetivo conversar com espíritos, fazer perguntas a eles e só podem sair quando o espírito invocado permitir. O problema é que as pessoas que brincam costumam ter resultados assustadores. Tanto quem joga a brincadeira do copo, compasso ou ouija costuma dizer que os objetos se mexem sozinho, sob o comando de um fio ou alguém invisível. Para se ter uma ideia, o tabuleiro ouija é tão temido que li uma certa vez que ele é proibido nos EUA. Não conheço a veracidade dessa informação, mas se você pesquisar, vai descobrir que muitas pessoas temem esse jogo, o que é perfeitamente compreensível. Existem muito relatos de pessoas que tiveram problemas ao jogar o tabuleiro ouija. Há inclusive relatos de mortes após o jogo. Eu já ouvi relatos de pessoas (que pediram para não serem identificadas) que afirmam que o copo mexeu enquanto aguardavam a pergunta. Já li também muitas pessoas afirmando que a explicação para a brincadeira do copo nada mais é do que o poder da mente. O problema é que a nossa sociedade ainda não evoluiu para um x – men. Para o ser humano, qualquer explicação mesmo que incoerente é melhor do que uma resposta irracional, que foge a nossa vã filosofia. E vocês, acreditam que isso possa ser verdade?

 

A mulher de branco na estrada

tumblr_nnc105Dbfs1s5i5mlo1_1280Desde pequena, escuto a história da mulher de branco na estrada e sempre que viajava ou tinha que passar em alguma estrada, ficava morrendo de medo. Nas lendas e histórias que se escuta por aí, é muito comum ver caminhoneiros e motoristas relatando ter visto a tal aparição. Ela costuma aparecer em uma estrada deserta, a noite fazendo sinal para o motorista parar e pedindo uma carona. Já li várias versões dessa história e todas elas relatam que a tal mulher seria uma noiva – por isso o motivo dela estar usando um vestido branco – que teria sido assassinada no dia do seu casamento. Alguns dizem que a mulher teria sido assassinada antes do casamento e outros, durante a festa do seu casamento. O fato é que a mulher de branco assombra algumas estradas e muitas pessoas morrem de medo dessa lenda. Essa história é muito famosa e já teve um episódio de Supernatural inspirado nela. E é um do mais assustadores de toda a série, vai por mim. E um do melhores!

 

tumblr_mvjp9z739o1qa7lf2o3_250A Loira do banheiro

A história da loira do banheiro é muito famosa nas escolas, uma vez que dizem que o espírito faz aparições por lá. A lenda diz que a loira seria na verdade uma aluna (loira) que se apaixonou/ se envolveu com um professor, mas por ele ser casado, acabou terminando com ela. Dizem que a tal da aluna surtou e acabou se suicidando no banheiro do colégio, desde então seu espírito está preso e ela vem assombrando o banheiros das escolas como forma de praticar vingança, principalmente com os alunos que costumam ficar invocando – a. Dizem que se alguém chamar “loira do banheiro” três vezes na frente do espelho ou dando descarga na privada, a loira aparece. Quando estudava, vários alunos brincavam disso. Tem gente que jura que viu. Se é verdade ou não, vai de cada um acreditar.

 

Todas essas lendas passaram por várias modificações no decorrer do tempo. Você com certeza já deve ter ouvido falar de alguma dessas, mas com algum detalhe ou informação diferente e isso é normal, pois é isso que acontece com lendas e mitos que vão mudando com os anos e os lugares que vão sendo narradas. O que todas têm em comum são a presença do sobrenatural. Existem muito mais informações sobre elas, mas achei melhor dar uma resumida para o post não ficar tão longo. Usei também gifs mais engraçados, porque as lendas em si já são super macabras. E vocês, já ouviram falar dessas lendas? Tem medo de alguma delas? Tem alguma história para me contar? Aproveitem que estamos no Halloween e que a coluna A ficção vira realidade está de volta e se quiserem, me enviem o relato de vocês em anonimato que posto aqui.

Uma incrível semana assombrada!

Beijos,

Ju.

 

Fantasmas · Halloween · Livros · Maya Fox (A Predestinada) · Maya Fox - A predestinada (Silvia Brena e Iginio Strafii) · Maya Fox - A predestinada (Silvia Brena e Iginio Strafii) {Mês Especial do Halloween} · Maya Fox - O quadrado mágico · Mês Especial do Halloween · Planeta Jovem · Silvia Brena e Iginio Strafii · [Rock]

Maya Fox – A predestinada (Silvia Brena e Iginio Strafii) {Mês Especial do Halloween}

Escrito por Silvia Brena e Iginio Straffi e publicado pela Planeta Jovem, Maya Fox – A predestinada narra a história de Maya Fox, uma adolescente rebelde que tem problemas com a mãe e consegue se comunicar com os mortos. Só que as coisas nem sempre foram assim. A adolescente já foi feliz, tinha a família perfeita, mas depois que seu pai foi assassinado, tudo mudou. Por conta do seu dom de falar com os mortos, Maya é a única que pode desvendar a profecia que prevê o fim do mundo em 2012 e deve usar o seu poder para salvar o mundo.

Já falei um pouco sobre esse livro em outro post. Quando comecei a ler a história, não dava nada muito por ele, mas quando dei por mim, não conseguia parar. O livro é voltado para o público adolescente. A história da Maya Fox tem uma combinação de mistério, sobrenatural e suspense em doses bem altas e combinadas. E é perfeito! A narrativa é fluída, o livro é bem escrito, consegue prender o leitor e fazê-lo mergulhar na leitura para tentar desvendar os enigmas da trama. Outro ponto positivo é que o livro retrata um stalker psicopata que vem assassinando várias garotas em busca da “perfeição” e persegue Maya. E ainda tem a proximidade com o fim do mundo. Quer coisa melhor?

Enquanto pesquisava sobre esse livro, descobri que muitos leitores odiaram. A maioria questionou o comportamento da protagonista Maya, dizendo que ela era mimada e infantil. Sim, é verdade. Mas vamos enxergar por outro ângulo? A personagem era muito próxima do pai e quando ele morreu, além dela ser muito nova, foi um grande choque. No meio disso tudo, a garota descobre que consegue falar com os mortos. Sua mãe que é uma delegada, não a leva tão a sério e a trata como criança, o que faz com que as duas se afastem. Maya encontra consolo no “rock”, virando uma adolescente gótica e retraída. Sou eu agora que pergunto: vocês nunca se rebelaram na adolescência? Nunca tiveram a sensação de que ninguém os compreendia? Se vocês já tiveram 16 anos alguma vez na vida, aposto que se sentiram assim em algum momento. E bem, o livro foca NESSE MOMENTO. Outra coisa que chamou a minha atenção é que Maya não é uma das garotas mais populares, ela é a rebelde, se veste de preto e escuta The Smiths (a minha banda favorita de todos os tempos), mas nem por isso deixa de ter amigos. O desenvolvimento dos personagens foge um pouco daquele lugar comum e clichê que encontramos em histórias adolescentes. Maya tem a sua própria turma e ainda por cima pratica artes marciais. O livro aliás, tem várias referências a músicas, principalmente ao rock.

Achei o livro bem estruturado, apesar de ser uma trilogia (até onde sei só tem o segundo livro lançado por aqui, “Maya Fox – O quadrado mágico” que pretendo ler em breve), a história tem início, meio e fim. Ou seja, há uma situação que é explorada. Também há espaço para o romance, no qual os autores souberam colocar sem ficar meloso. Só achei que para um livro voltado para o público adolescente, algumas cenas são quentes demais para a faixa etária. O livro possui sim alguns problemas na narrativa, mas confesso que já li piores por aí. Também encontrei vários erros de revisão. Apesar disso, Maya fox – A predestinada tem a combinação de todos os elementos que mais amo em um livro. Não me arrependi de ter lido e pode até não ser o livro mais perfeito do mundo (talvez se ele não fosse uma trilogia ou duologia, daria mais certo. A história seria perfeita se fosse estruturada em um livro único ou HQ), indico sem pensar duas vezes. É uma ótima pedida para quem procura uma leitura despretensiosa, sobrenatural com direito a fantasmas e serial killers. Acredito que antes de julgar um livro, devemos ler e abrir a mente para ele. Maya Fox é especial de diversas formas e tem espaço para muita coisa: perseguições, amor, mistérios e o sobrenatural. E mais do que isso, é também uma história de como o amor pode sobreviver a diversidades da vida, até mesmo da morte.

Espero que estejam curtindo o nosso Mês Especial de Halloween. Estou me divertindo bastante e adorando poder compartilhar livros, séries e filmes com vocês! Agora quero saber o que andam lendo e assistindo. Compartilhem comigo ❤

P.s: Essa resenha foi postado em um antigo blog que eu tinha, mas achei bacana compartilhar aqui, já que se trata de uma história sombria com fantasmas e fim do mundo que tem tudo a ver com o Halloween.

Muitos sonhos assombrados,

Ju

A hora do arrepio · Contos de Terror · Halloween · Halloween em noite de lua cheia (A hora do Arrepio) - R. L. Stine · Resenhas · SBT · Sobrenatural · The Nightmare Room · TV · [Anos 90] · [Editora Rocco] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Terror]

Halloween em noite de lua cheia (A hora do Arrepio) – R. L. Stine

 Tristan acha seu novo professor, Sr. Delua, muito estranho.E está prestes a descobrir o quanto estranho ele é ao ser convidado a participar da sua festa de Haloween… onde todas as portas e janelas são trancadas com barras de ferro… E uivos de lobisomem ecoam por toda a casa!

Olá, sentiram a minha falta? Depois de um longo tempo longe por um turbilhão de motivos, estou aqui de volta com o primeiro post do ano *–* Desejo todos a vocês um BIG 2017 recheado de paz, saúde, amor, felicidades e luz. E como não poderia deixar de ser, mesmo enrolada com TCC e diversas outras coisas, trouxe um post sobre um livro super gostosinho de ler. E se preparem, porque vão ter mais posts durante a semana! Estou na reta final do meu tcc, mas decidi – para me distrair – aparecer por aqui e atualizar com os livros que já li e séries que venho assistindo. Vocês vão adorar as novidades que vamos ter esse ano *O*

A hora do Arrepio (The Nightmare Room) é uma série de livros do escritor R. L. Stine, que muitos de vocês devem conhecer. Stine é autor de Goosebumps, Rua do Medo, The Haunting Hour e Fantasmas à solta. Suas histórias também inspiraram a criação da série Clube do Terror (Midnight Society) que ficou muito famosa nos anos 90 e passava a tarde na TV Record. O autor tornou-se famoso, pois seus livros venderam mais de 300 milhões ao redor do mundo e por conta disso, entrou no guinness book. Antes de Harry Potter fazer história, R. L. Stine fez um marco na literatura.

 Suas séries faziam tanto sucesso que foram adaptadas para a TV e recentemente para o cinema. A série de A Hora do Arrepio passava nas tardes do SBT e contou apenas com 13 episódios. A série de livros teve 15 livros publicados, 11 desses sendo publicados pela Editora Rocco no Brasil. Halloween em noite de lua cheia é um dos meus favoritos da série e possui um episódio que vocês podem assistir no youtube (está no final do post). Grande parte dos livros da série foram adaptados para a tv e com isso, tiveram que mudar algumas coisas – o que é super comum nas adaptações -, mas a essência das histórias ainda são as mesmas.

 Se você nunca leu ou assistiu alguma coisa do universo do R. L. Stine, primeiro tem que entender que o R. L. Stine trabalha com terror psicológico e que escreve para o público infantojuvenil. Ele também têm livros de terror para adultos, mas seu público alvo maior são os teens. E essa é uma das características mais ricas de suas histórias. Nelas, vão encontrar escolas, famílias, crianças, casais de namorados, jogadores de basquete se envolvendo em várias aventuras com monstros, zumbis com muito terror. E claro, sem deixar a diversão de lado!

E em Halloween em noite de lua cheia não poderia ser diferente. Nessa história, temos uma turma de amigos: Rosa, Tristan, Ray e Bella que são convidados pelo misterioso professor Sr. Delua para a festa de Halloween na casa dele. O problema é que o professor é novo na escola e já parece ter uma implicância com esses alunos. Eles ficam mais ressabiados ainda ao descobrirem que os outros alunos da escola não foram convidados. Até o filho do Sr. Delua, Michael tenta convencê-los a não irem. Para completar, o lugar onde moram está sendo alvo de ataques de algum tipo de animal que vem assassinando os bichinhos de estimações da vizinhança. Mas os amigos resolvem não dar corda e acabam embarcando em uma noite misteriosa e cheia de reviravoltas.

O que notei – tanto na história quanto no episódio – é que as partes pesadas da história permaneceu, o que contribuiu para o clima soturno do livro. Mesmo escrevendo para o público infatojuvenil, Stine deixa o teor mais sombrio em suas histórias – sua marca registrada. Halloween assim como grande parte dos seus livros, possui um final intrigante e muito criativo. A leitura é leve, fluída e muito envolvente. É um livro em que é possível ler de uma vez só. Outro detalhe sobre a série é que foi muito influenciada por Twilight Zone com sobrenatural/ terror e ficção científica como tema. Mas isso aí é assunto pra outro post. 

Para a galera que curte terror psicológico com  uma linha mais leve para o público infantojuvenil, as histórias de R. L. Stine sempre serão uma ótima pedida. Assistam o episódio baseado no livro e não esqueçam de me contar o que acharam ❤

Apocalipse · Contos · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · Dark · Dia das Bruxas · Fox Kids · Halloween · Maratona do Terror: Perdidos - Contos de Arrepio · Mês Especial do Halloween · Mistério · Misticismo · Nickelodeon · Resenhas · Se assuste comigo · Seja bem - vindo mês especial do Halloween · Serial Killer · Tags · TV · [A ficção vira realidade] · [Anos 90] · [Disney] · [Filmes] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Músicas] · [Séries] · [Terror] · [Top]

Seja bem – vindo mês especial do Halloween

Ladies and Gentlemans, é com muita alegria que anuncio que está aberto o mês especial do Halloween *O*

Vocês sabem que essa é a minha época favorita do ano – não é a toa que me consideram a louca do dia das bruxas – e estou SUPER animada para todas as novidades e a programação especial desse mês!

Podem se preparar, pois teremos muitos posts e vídeos com direitos a filmes, séries, playlists, muitos livros, muita Maratona Do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio – acá, o meu livro – e algumas surpresinhas ❤

Aproveita e vem junto comigo! Todos estão convidados para participar da programação especial do mês do dia das bruxas! Vem comigo 👻👽💀

Me sigam nas redes sociais para ficarem por dentro de tudo  🎃

Fanpage: https://www.facebook.com/julianaskwara/

Twitter: https://twitter.com/julianaskwara

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCXqNaSCObaNzawn8Uwd9LQw

Instagram: https://www.instagram.com/juskwara/

Snap: juskwara

 

 

 

Dia das Bruxas · Halloween · Musicais · Outubro · Remake de The Rocky Horror Picture Show (2016) estreia em Outubro · Sobrenatural · The Rocky Horror Picture Show · [Filmes] · [Terror]

Remake de The Rocky Horror Picture Show (2016) estreia em Outubro

Depois de 40 anos da exibição do clássico The Rocky Horror Picture Show, o remake do filme vai estrear em Outubro no clima de Halloween na TV Americana com Laverne Cox como Dr. Frank N Furte, papel que foi de Tim Curry no original.
O filme conta a história do ingênuo casal formado por Brad (Ryan McCartan, o Diggie de Liv e Maddie <3) e Janet (Victoria Justice *–*) que estão viajando de carro, mas no meio do caminho, o veículo quebra e eles vão parar no castelo do Dr. Frank N Furter. Ele é um cientista maluco, “sexualmente ambíguo” que quer criar Rocky Horror, um homem que possa satisfazer seus desejos sexuais.
O telefilme de Kenny Ortega (que também produziu o primeiro) é baseado no musical de Richard O’Brien. O programa terá duas horas de duração e também tem no elenco: Adam Lambert, Annaleigh Ashford, Reeve Carney e Christina Milian.
Eu já assisti o original e curti muito, mas acho que vou curtir ainda mais o romake. Se quiserem, posso fazer um post a respeito dele por aqui *—*
Confiram os trailers do filme para a TV. Eu já estou ansiosa ❤

 

99 fear street · A hora do arrepio · Clube do terror · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Fantasmas da rua do medo · Fear Street · Ficção Científica · Fox Kids · Ghosts of Fear Street · Goosebumps Horrorland · Goosebumps series 2000 · Halloween · Literatura Nacional · Mistério · Misticismo · Resenhas · Rua do Medo · Serial Killer · Sobrenatural · Teorias · Terror Psicológico · The Nightmare Room · Tudo o que gostaria de saber sobre The Haunting Hour · TV · Welcome to dead house · [ The Haunting Hour] · [Anos 90] · [Disney] · [Fantasmas à solta] · [Filmes] · [Goosebumps] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Terror]

Tudo o que gostaria de saber sobre The Haunting Hour

Como todo mundo sabe, sou muito fã do R. L. Stine e depois de tirar férias com direito a Netflix, vim compartilhar com vocês uma das minhas séries favoritas.  Senhoras e senhores, apresento The Haunting Hour.

 The Hauntig Hour – A Série é um seriado americano de terror, com episódios de meia hora. O show estreou no canal The Hub nos Estados Unidos em 2010. Voltado para crianças e jovens, a trama é inspirada nas histórias de terror do Autor R. L. Stine. Cada episódio possui uma história diferente, alguns com continuações, outros não.

“A Floresta De Lovecraft “: um dos episódios mais assustadores e um dos melhores da série.

A série segue a mesma linha de A Hora do Arrepio (The Nightmare Room), seriado que passava no SBT em 1998 e é uma série publicada pela Editora Rocco, escrita pelo R. L. Stine. Nos episódios, forças ocultas e criaturas sobrenaturais envolvem as histórias cujo mistérios no final são revelados. A trama tem uma carga muito forte com lição de moral, assim como as outras obras do Stine – Goosebumps e Clube do Terror. The Haunting Hour foi reprisado recentemente pelo canal HBO Family e apresentou vários atores que começaram a carreira no programa, como Debby Ryan (do seriado Jessie) Dylan Minnette que curiosamente protagonizou o filme de Goosebumps em 2015 no papel do adolescente Zach Cooper.

Alguém conhece esse rapaz? Foto nos bastidores da gravação do episódio que Dylan participa.

Uma coisa muito comum na série são os atores participando de outros episódios e interpretando diferentes personagens, visto que a maioria dos episódios são independentes dos outros ( Dylan foi um desses). A série possui vários episódios inesquecíveis. Quem não se lembra da boneca psicótica em “Igual a você: parte 1 e parte 2”? Ou da pousada sinistra de “A Pousada dos Pesadelos”? A pousada dos pesadelos é um dos meus episódios favoritos ao lado do episódio “Vô Vampiro – parte 1 e 2”, que por sinal tem Christopher Lloyd – a lenda de De volta para o futuro – no papel do avô vampiro. Quase pirei quando descobri isso haha

Olha o Lloyd como vampiro *–*

Mas um dos melhores episódios e mais assustadores é sem dúvidas “A Floresta de Lovecraft” que é uma clara referência/ homenagem ao Escritor Lovecraft, um dos maiores escritores de horror que já existiu. O episódio é surreal e aborda um dos meus temas preferidos na ficção.  Outro episódio que me deixou assustada foi o “Espantalho” e o seu final destruidor. Juro que nunca imaginei um final daquele! Para ter uma ideia, a série produziu um final alternativo para esse episódio. E mesmo assim, nem em mil anos esperava que terminasse daquela forma. Foi chocante!

Apesar de seguir ideias semelhantes as “séries – irmãs” como: A hora do Arrepio, Clube Do Terror e Goosebumps, senti que The Haunting Hour flerta bem mais com Além da imaginação (The Twilight Zone) – série clássica de terror, sobrenatural e ficção cientifica da década de 50 que foi refilmada nos anos 2000 e exibida no SBT – só que para o público infantojuvenil, com finais repletos de reviravoltas e arrepios. R. L. Stine já confirmou em entrevistas que TTZ foi uma grande inspiração para as suas séries. Por conta disso, The Haunting Hour se tornou uma das minhas séries favoritas desde que descobri no youtube. Ah, a série foi filmada em Vancouver no Canadá e possui um visual de tirar o fôlego. Mais um motivo para assistir >.<

Se você curte enigmas, histórias eletrizantes e um bom conto de terror, assista The Haunting Hour! A série ainda está disponível no Netflix e tem três temporadas por lá. Especula-se de que em breve o Netflix vai passar a 4ª temporada.  Escute os meus conselhos e vá assistir! Garanto que a sua vida nunca mais vai ser a mesma.

P.s: Essa série foi uma das inspirações que tive para escrever Maratona Do Terror ❤

Dia das Bruxas · Diário de uma escritora outsider · Halloween · [Diário de uma Escritora Outsider]: #Dia2 Ritual para escrever terror · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Terror]

Diário de uma Escritora Outsider: #Dia2 Ritual para escrever terror

Eu prometi vários posts para semana passada e falhei miseravelmente. Vocês já devem estar cansados das minhas promessas, né? Mas por favor, não desistam de mim!

Caso vocês não saibam, sou aluna de Letras da UFRJ e isso quer dizer que fiquei quase quatro meses parada por causa da greve e o período equivalente ao 2015. 2 começou em Novembro. Então, enquanto todo mundo está curtindo as férias, estou me dividindo entre leituras – trabalhos – seminários – provas da faculdade, trabalhos da vida real, vida social e livros que escrevo. Acaba que sem querer o site fica por último. Juro que estou tentando mudar isso.

Essa semana é a primeira que fiquei sem nenhuma pendência da faculdade – a princípio, porque comecei a ler os livros para a minha monografia – e a primeira coisa que pensei é que finalmente vou poder me dedicar a Maratona Do Terror 2 ou aquele livro de bruxas que não paro de falar por aqui. Pausa para dizer que eu sou completamente enlouquecidamente apaixonada por bruxas. É uma relação surreal, quase sobrenatural que não consigo explicar. Desde pequena sou fascinada por esse mundo, assisto Abracadabra – que é um dos meus filmes favoritos da vida – desde que me entendo por gente, assistia A hora do Arrepio, Goosebumps e Clube do Terror nas minhas tardes em casa ou nos sábados. Lembro também que sofria muito, porque aqui no Brasil não se comemora o Halloween. A lembrança mais antiga que tenho é de receber a Revista da Barbie (sim, eu fui assinante) que era um especial de Halloween do dia do das Bruxas e surtei. Fiquei tão pirada que tenho até hoje o que restou do exemplar, porque cortei a revista toda e colei no caderno que escrevo Maratona Do Terror 2. Eu sou aquela louca por Bruxas e Halloween.

Como me descobri com tempo livre, resolvi voltar a escrever Maratona Do Terror 2. A história desse livro começa no #NaNoWriMo 2015 quando decidi atingir 50 mil palavras. E eu consegui! Só que quando cheguei na meta, decidi descansar um pouco e aconteceu o inevitável. Me distanciei da história, não terminei de escrever e não cumpri a minha meta. Fiquei bastante chateada, mas isso não dependia só de mim. Afinal, tinha que trabalhar e fazer trabalhos para a faculdade. Conciliar é algo muito difícil para uma pessoa desfocada como eu.

E é claro que o meu ritual para escrever não seria uma coisa fácil. Eu moro com um monte de gente, barulho e distração fazem parte da minha realidade. Logo, só encontro silêncio de madrugada e isso se torna uma coisa muito complicada quando se tem que acordar sete horas da manhã ou até antes para ir a faculdade. Voltando ao assunto, como fiquei muito tempo longe da história e mesmo com o esqueleto pronto, precisava entrar na vibe do livro. E isso inclui assistir filmes e séries temáticos, escrever ouvindo música e pesquisar em mais de cinco abas tudo sobre bruxas, halloween e etc. Não, isso não é uma desculpa. Isso é uma realidade quando se é uma Autora de terror.

Sim, isso dá um trabalho do caramba. Só que é essa parte de desafio, de descobrir mais e mais coisas que vão me inspirar e agregar coisas ao meu conhecimento que gosto mais, que me dá mais vontade de escrever. Eu sempre descubro alguma coisa diferente, algum dado importante ou encontro um livro que vai me ajudar. É uma longa lista de referências que me ajudaram muito a chegar no ponto em que estou e pretendo em fazer um post só sobre isso.

Playlist selecionada, som bem alto para nada me atrapalhar, várias abas abertas e caderno do Maratona Do Terror no lado, chegou a hora de voltar para Amy e companhia. Senti muita falta deles. Vocês vão ainda ouvir muito sobre eles ❤

E não, para me inspirar a escrever, não preciso me conectar a fantasmas, nem nada do tipo. Minha mente já viaja normalmente lol.

Clube do terror · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Dia das Bruxas · Ficção Científica · Halloween · Infantojuvenil · Literatura Nacional · Maratona do Terror: Perdidos - Contos de Arrepio · Mistério · Misticismo · Promoção Especial Sexta - Feira 13: Maratona Do Terror · Romance Policial · Serial Killer · Sobrenatural · Surrealismo mágico · Terror Psicológico · [Anos 90] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Músicas] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Sexta - Feira 13] · [Terror]

Promoção Especial Sexta – Feira 13: Maratona Do Terror

Olá Perdidos, tudo bem? Sei que ando sumidinha, mas com a volta das aulas da faculdade, trabalho e #NaNoWriMo (outro dia falarei sobre isso), fui engolida pelo furacão, mas voltei com muuuitas novidades legais!

A primeira delas é que vem aí a Sexta – Feira 13 e em comemoração, Maratona Do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio vai estar em promoção por apenas R$ 25, 00 com frete incluso, vai autografado e ainda por cima, ganha marcador personalizado da caveirinha. A promoção vai rolar até a meia – noite do dia 13/ 11/ 2015 e aproveita para garantir o seu, porque são os últimos exemplares! Para comprar o seu, clique aqui.

E até o fim da semana, vou divulgar uma novidade de derrubar os forninhos, espero que curtam MUITO, pois estou muito animada ❤

Queria aproveitar e pedir para quem adquiriu o livro, me enviar uma foto com ele, pois vou abrir um álbum só com as fotos dos leitores e em breve, pretendo gravar o vídeo sobre o #NaNoWrimo ~ campeonato de escrita ~ explicando como está sendo a minha experiência e outro com leitura dramatizada de trechos de Maratona Do Terror. E aí, o que acham? Não precisam ficar preocupados, pois em breve volto. Aproveite e adicione Maratona Do Terror no Skoob e me faça feliz >.<