6 livros darks para ler · A canção do súcubo · A pata do macaco · Apocalipse · Beautiful Creatures · Charlaine Harris · Contos de Terror · Dark · Dezesseis Luas · Editora Essência · Editora Prestígio · Editora Record · Finalmente Famosa · Formaturas Infernais · Iginio Strafii · Kami Garcia · Kim Harisson · Lauren Myracle · Margaret Stohl · Maya Fox (A Predestinada) · Mayra Dias Gomes · Michele Jaffe · Morto até o anoitecer · Resenhas · Richelle Mead · Serial Killer · Silvia Brena · Sookie Stackhouse · Southern Vampire Mysteries · Stephenie Meyer · Tags · True Blood · TV · W. W. Jacobs · [Filmes] · [Literatura] · [Livros] · [Meg Cabot] · [Séries] · [Terror] · [Top]

6 livros darks para ler

Olá pessoas, tudo bem? Olha só quem apareceu aqui mais de uma vez no mês. Pelo visto temos um milagre, não é mesmo? Isso se deve a saudade que estava de postar e compartilhar minhas paixões por aqui. Apesar da correria, os mil cursos que estou fazendo e o trabalho que não para nunca (graças a Deus), consegui voltar com o site e  tem muita coisa legal vindo por aí ❤

Foi então que tive a ideia de falar sobre 6 livros darks que eu amo, sou muito fã e que só acho que quem curte esse tipo de literatura não pode perder. Preparados? Então vamos para o nosso top 6!

Morto até o anoitecer (Southern Vampire Mysteries #1/ Sookie Stackhouse #1) Charlaine Harris: É o primeiro livro da saga de livros que inspirou a série de tv True Blood. Eu sou muito fã de TB e quando descobri sobre os livros, surtei e fui correndo ler. Para a minha surpresa, os livros são mil vezes mais incríveis que a série. A narrativa de Charlaine é muito fluída, gostosa e dark. Os livros têm poucas diferenças em relação a série, acredito que a partir do segundo volume, as diferenças entre livro x série se tornam mais drásticas, mas ainda assim vale a pena ler, devorar e enaltecer essa obra prima do sobrenatural. Assim como na TV, a série de livros narra a vida de Sookie e a pacata cidade em que vive, após a chegada de Bill Compton, um vampiro muito misterioso. Como todo mundo sabe, a existência de vampiros é conhecida por todos, graças a bebida True Blood que permitiu a convivência “pacifista” entre as duas raças. Entre aspas, pois com a chegada de Bill, serão feitas muitas descobertas e segredos serão revelados. Arrepiante!

Finalmente Famosa (Mayra Dias Gomes): O livro narra a história da estrela Sophia Young, uma atriz de cinema que enfrenta o fracasso após um escândalo envolvendo o ex – marido. Após sair da prisão, ela vai morar em um prédio na calçada da fama que abrigou artistas do cinema mudo e dizem ser mal – assombrado. Sou muito fã da Mayra desde a adolescência e fiquei muito feliz de vê-la seguindo o caminho do terror. Li FF muito rápido, a história é muito bem estruturada, envolvente e sinistra. É uma narrativa viciante. Mayra se inspirou em um caso real, envolvendo o assassinato de sua vizinha e visitou lugares mal – assombrados de Los Angeles para construir a história. Lembro que quando terminei o livro, fiquei dividida entre o êxtase e o choque, foi surpreendente! Já estou aguardando os próximos livros de Mayra e sonhando ( por que não?) com uma possível adaptação. O livro daria um ótimo filme! De todos os livros, esse é o mais assustador, principalmente por conta do flerte com a realidade envolvendo a inspiração e as pesquisas para o livro. Mayra têm histórias sinistras de bastidores de assustar até descrente.

Maya Fox (A Predestinada) de Silvia Brena e Iginio Strafii: Esse livro conta a história de Maya Fox, adolescente gótica e revoltada, que perdeu o pai, tem uma difícil relação com a mãe e tem o dom de conversar com os mortos. No decorrer da história, descobrimos que um serial killer está atrás dela e uma poderosa profecia que anuncia o fim de 2012, coloca o mundo em perigo. Maya terá que correr contra o tempo, uma ameaça fantasma e todos os problemas comuns da adolescência. Para mim esse livro era uma duologia, mas pesquisando para esse post, descobri que se trata de uma trilogia. Li algumas resenhas que teve uma galera que não curtiu o livro, mas apesar de nem terminado o segundo ainda, achei o primeiro MUITO bom. Tem uma premissa boba, mas a narrativa é gostosa e devorei o livro muito rápido. A história tem um clima dark muito forte, por causa do clima de fim do mundo e da própria personagem. Definiria como uma leitura creepy. Mesmo com um universo adolescente como fundo, o livro aborda reflexões muito bacanas sobre amor e perdão.

Formaturas Infernais é um livro de contos com a participação de Meg Cabot, Stephenie Meyer, Michele Jaffe, Kim Harisson e Lauren Myracle. Todo mundo já deve ter ouvido falar dessa antologia de contos que fez bastante sucesso naquela onda de livros sobrenaturais que surgiu em 2010 (sdds). O livro é incrível, acredito que deve ser o melhor dessas coleções infernais. Tem de tudo um pouco: universo adolescente, comédia, suspense, mistério e muito terror. O livro tem uma narrativa fluída e é beeem dark. O meu conto favorito é o mais assustador sem dúvidas! Estou falando de O buquê da Lauren Myracle. Li uma vez que o conto foi inspirado em A pata do macaco de W. W. Jacobs. Ele é simplesmente assustador e MUITO dark. Ao lado de Finalmente Famosa, o conto entra para a lista dos mais assustadores. Também sou muito fã de A filha da exterminadora da Meg Cabot que tem uma linguagem super gostosa, tem muito a cara da Meg que vai da comédia ao sobrenatural de forma surpreendente. O conto poderia fácil fácil virar série de livros. Sonho antigo! Inferno na terra da Stephenie Meyer é surpreendente e assustador, nunca imaginei que ela escrevesse algo no estilo. Para o padrão Meyer, o conto é bem dark. Também amei Salada mista da Michelle Jaffe, tem um clima de “tudo pode acabar”, espionagem e mistério que amei demais. Esse livro está super recomendado e não se engane com a “capa jovem”, porque surpreende muito.

A canção do súcubo (Richelle Mead) é a série de livros da Richelle menos famosa, mas tão boa quando Vampire Academy. O livro narra a história de Georgina Kincaid, uma súcubo que trabalha em uma Livraria e é fã do escritor Seth Mortensen, mas não pode tocá-lo, pois  senão… é vocês sabem. Apesar de ser um livro dark, a leitura é divertida por conta da personagem e sexy, é claro. Como ela é uma súcubo, o livro tem muitas passagens eróticas e apesar de não curtir o gênero, as cenas são coerentes com o universo da história. O livro tem uma linguagem muito gostosa e envolvente. É uma daquelas séries sobrenaturais que quando a gente menos percebe está viciado. Tenho todos os 6 livros, mas ainda não tive coragem de terminar, porque sou muito apaixonada pelos personagens

 

Dezesseis Luas (Beautiful Creatures #1) da Kami Garcia e Margaret Stohl: Esse é o primeiro livro da série que narra a história de Ethan, que vive em uma pequena cidade do sul nos Estados Unidos e é perturbado por sonhos estranhos desde que perdeu a mãe. Seu pai se isolou do mundo após a perda e sua vida muda por completo, quando Lena Duchannes chega na cidade. Ela é uma adolescente sombria que luta contra uma maldição que cerca a sua família e é claro que os dois vão se apaixonar. Essa é uma das minhas séries favoritas e é repleta de criaturas sobrenaturais e uma mitologia maravilhosa e inovadora. O livro é VICIANTE e a história super envolvente. A série conta com 4 livros, acho que 1 spin off e lançaram um filme que foi inspirado na série. Só que o filme é ruim, mudou completamente a história, foge da narrativa e não indico para ninguém. BC é o tipo de saga que poderia ser adaptada para série do Netflix. O livro é muito dark e fala de um universo que amo: magia ❤

Espero que tenham curtido o post e o meu retorno! Vocês já leram algum desses livros? Me contem nos comentários o que acharam. Se vocês curtirem, posso fazer post de cada um desses livros em breve. Nos vemos no próximo post 🙂

Beijos,

Ju.

Apocalipse · Contos · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · Dark · Dia das Bruxas · Fox Kids · Halloween · Maratona do Terror: Perdidos - Contos de Arrepio · Mês Especial do Halloween · Mistério · Misticismo · Nickelodeon · Resenhas · Se assuste comigo · Seja bem - vindo mês especial do Halloween · Serial Killer · Tags · TV · [A ficção vira realidade] · [Anos 90] · [Disney] · [Filmes] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Músicas] · [Séries] · [Terror] · [Top]

Seja bem – vindo mês especial do Halloween

Ladies and Gentlemans, é com muita alegria que anuncio que está aberto o mês especial do Halloween *O*

Vocês sabem que essa é a minha época favorita do ano – não é a toa que me consideram a louca do dia das bruxas – e estou SUPER animada para todas as novidades e a programação especial desse mês!

Podem se preparar, pois teremos muitos posts e vídeos com direitos a filmes, séries, playlists, muitos livros, muita Maratona Do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio – acá, o meu livro – e algumas surpresinhas ❤

Aproveita e vem junto comigo! Todos estão convidados para participar da programação especial do mês do dia das bruxas! Vem comigo 👻👽💀

Me sigam nas redes sociais para ficarem por dentro de tudo  🎃

Fanpage: https://www.facebook.com/julianaskwara/

Twitter: https://twitter.com/julianaskwara

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCXqNaSCObaNzawn8Uwd9LQw

Instagram: https://www.instagram.com/juskwara/

Snap: juskwara

 

 

 

99 fear street · A hora do arrepio · Clube do terror · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Fantasmas da rua do medo · Fear Street · Ficção Científica · Fox Kids · Ghosts of Fear Street · Goosebumps Horrorland · Goosebumps series 2000 · Halloween · Literatura Nacional · Mistério · Misticismo · Resenhas · Rua do Medo · Serial Killer · Sobrenatural · Teorias · Terror Psicológico · The Nightmare Room · Tudo o que gostaria de saber sobre The Haunting Hour · TV · Welcome to dead house · [ The Haunting Hour] · [Anos 90] · [Disney] · [Fantasmas à solta] · [Filmes] · [Goosebumps] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Terror]

Tudo o que gostaria de saber sobre The Haunting Hour

Como todo mundo sabe, sou muito fã do R. L. Stine e depois de tirar férias com direito a Netflix, vim compartilhar com vocês uma das minhas séries favoritas.  Senhoras e senhores, apresento The Haunting Hour.

 The Hauntig Hour – A Série é um seriado americano de terror, com episódios de meia hora. O show estreou no canal The Hub nos Estados Unidos em 2010. Voltado para crianças e jovens, a trama é inspirada nas histórias de terror do Autor R. L. Stine. Cada episódio possui uma história diferente, alguns com continuações, outros não.

“A Floresta De Lovecraft “: um dos episódios mais assustadores e um dos melhores da série.

A série segue a mesma linha de A Hora do Arrepio (The Nightmare Room), seriado que passava no SBT em 1998 e é uma série publicada pela Editora Rocco, escrita pelo R. L. Stine. Nos episódios, forças ocultas e criaturas sobrenaturais envolvem as histórias cujo mistérios no final são revelados. A trama tem uma carga muito forte com lição de moral, assim como as outras obras do Stine – Goosebumps e Clube do Terror. The Haunting Hour foi reprisado recentemente pelo canal HBO Family e apresentou vários atores que começaram a carreira no programa, como Debby Ryan (do seriado Jessie) Dylan Minnette que curiosamente protagonizou o filme de Goosebumps em 2015 no papel do adolescente Zach Cooper.

Alguém conhece esse rapaz? Foto nos bastidores da gravação do episódio que Dylan participa.

Uma coisa muito comum na série são os atores participando de outros episódios e interpretando diferentes personagens, visto que a maioria dos episódios são independentes dos outros ( Dylan foi um desses). A série possui vários episódios inesquecíveis. Quem não se lembra da boneca psicótica em “Igual a você: parte 1 e parte 2”? Ou da pousada sinistra de “A Pousada dos Pesadelos”? A pousada dos pesadelos é um dos meus episódios favoritos ao lado do episódio “Vô Vampiro – parte 1 e 2”, que por sinal tem Christopher Lloyd – a lenda de De volta para o futuro – no papel do avô vampiro. Quase pirei quando descobri isso haha

Olha o Lloyd como vampiro *–*

Mas um dos melhores episódios e mais assustadores é sem dúvidas “A Floresta de Lovecraft” que é uma clara referência/ homenagem ao Escritor Lovecraft, um dos maiores escritores de horror que já existiu. O episódio é surreal e aborda um dos meus temas preferidos na ficção.  Outro episódio que me deixou assustada foi o “Espantalho” e o seu final destruidor. Juro que nunca imaginei um final daquele! Para ter uma ideia, a série produziu um final alternativo para esse episódio. E mesmo assim, nem em mil anos esperava que terminasse daquela forma. Foi chocante!

Apesar de seguir ideias semelhantes as “séries – irmãs” como: A hora do Arrepio, Clube Do Terror e Goosebumps, senti que The Haunting Hour flerta bem mais com Além da imaginação (The Twilight Zone) – série clássica de terror, sobrenatural e ficção cientifica da década de 50 que foi refilmada nos anos 2000 e exibida no SBT – só que para o público infantojuvenil, com finais repletos de reviravoltas e arrepios. R. L. Stine já confirmou em entrevistas que TTZ foi uma grande inspiração para as suas séries. Por conta disso, The Haunting Hour se tornou uma das minhas séries favoritas desde que descobri no youtube. Ah, a série foi filmada em Vancouver no Canadá e possui um visual de tirar o fôlego. Mais um motivo para assistir >.<

Se você curte enigmas, histórias eletrizantes e um bom conto de terror, assista The Haunting Hour! A série ainda está disponível no Netflix e tem três temporadas por lá. Especula-se de que em breve o Netflix vai passar a 4ª temporada.  Escute os meus conselhos e vá assistir! Garanto que a sua vida nunca mais vai ser a mesma.

P.s: Essa série foi uma das inspirações que tive para escrever Maratona Do Terror ❤

Clube do terror · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Dia das Bruxas · Ficção Científica · Halloween · Infantojuvenil · Literatura Nacional · Maratona do Terror: Perdidos - Contos de Arrepio · Mistério · Misticismo · Promoção Especial Sexta - Feira 13: Maratona Do Terror · Romance Policial · Serial Killer · Sobrenatural · Surrealismo mágico · Terror Psicológico · [Anos 90] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Músicas] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Sexta - Feira 13] · [Terror]

Promoção Especial Sexta – Feira 13: Maratona Do Terror

Olá Perdidos, tudo bem? Sei que ando sumidinha, mas com a volta das aulas da faculdade, trabalho e #NaNoWriMo (outro dia falarei sobre isso), fui engolida pelo furacão, mas voltei com muuuitas novidades legais!

A primeira delas é que vem aí a Sexta – Feira 13 e em comemoração, Maratona Do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio vai estar em promoção por apenas R$ 25, 00 com frete incluso, vai autografado e ainda por cima, ganha marcador personalizado da caveirinha. A promoção vai rolar até a meia – noite do dia 13/ 11/ 2015 e aproveita para garantir o seu, porque são os últimos exemplares! Para comprar o seu, clique aqui.

E até o fim da semana, vou divulgar uma novidade de derrubar os forninhos, espero que curtam MUITO, pois estou muito animada ❤

Queria aproveitar e pedir para quem adquiriu o livro, me enviar uma foto com ele, pois vou abrir um álbum só com as fotos dos leitores e em breve, pretendo gravar o vídeo sobre o #NaNoWrimo ~ campeonato de escrita ~ explicando como está sendo a minha experiência e outro com leitura dramatizada de trechos de Maratona Do Terror. E aí, o que acham? Não precisam ficar preocupados, pois em breve volto. Aproveite e adicione Maratona Do Terror no Skoob e me faça feliz >.<

 

Apocalipse · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Dia das Bruxas · Ficção Científica · Halloween · Infantojuvenil · Literatura Nacional · Lobisomens · Mês Especial do Halloween · Se assuste comigo · Serial Killer · Sobrenatural · Zumbis · [Leitores] · [Literatura]

Promoção Mês do Horror + Programação Especial do Halloween

 

Como vocês sabem, um furacão chamado Bienal surgiu na minha vida no mês passado, o que fez com que as postagens diminuíssem aqui no site. E é claro que não poderia deixar de agradecer a todo mundo que compareceu, me prestigiou e torceu por mim no Lançamento de Maratona Do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio. O evento bombou, o livro chegou a ficar em segundo lugar mais vendido do dia no Estande e só tenho a comemorar. Conheci também muita gente linda e fico imensamente feliz de compartilhar minhas histórias com vocês. Que venham mais ❤

Amores a parte, tenho muuitas notícias lindas pra dividir aqui. O primeiro é que o segundo mês mais esperado do ano chegou *–* (O primeiro é Janeiro, mês do meu aniversário hahaha). E vim anunciar que pela primeira vez, vamos ter um mês dedicado só ao Halloween. Sim, é isso! É com muito prazer que anunciamos o Mês Especial do Halloween. Ou seja, vamos ter MUITAS postagens sobre livros, séries, filmes, curiosidades e algumas novidades que estão vindo por aí e vão derrubar muitos forninhos! Está aberta a temporada de sustos e muitos arrepios!
E a segunda novidade é que você pode ganhar Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio e vários outros livros sensacionais de Terror. Pra isso acontecer, é necessário seguir as regrinhas que estão aí abaixo. Só me resta dizer: que comece o Halloween!

 

 

P.s: Senti saudade de vocês ❤

Finalmente o mês mais aguardado do ano chegou!!!

 

Esse ano, para comemorar com estilo, blogs; se uniram para presentear um leitor; com, nada mais, nada menos do que; 9 livros de terror;

É para arrebentar nesse mês do horror não é mesmo?! Ficou curioso quanto aos prêmios? Dá só uma olhadinha nisso:

1 – Camila B. Monteiro:

– Nevermore

– Enshadowned –

– Sussurros da Meia noite

2 – Greice Negrini:

– O príncipe das sombras

3 – Marcos de Souza –

– Mensageiros da morte (autografado) –

4 – Juliana Skwara –

– Profecia do Caos – Os Feiticeiros de Suriel

– Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio – Juliana Skwara –

5 – Karen Alvares –

– Alameda dos pesadelos (autografado) –

6 – Liziane Goulart –

– Escuridão total sem estrelas (Stephen King) –

E aí? Não é de arrepiar qualquer leitor?
E para participar dessa promoção – Incrível – é bem fácil. O primeiro passo é seguir todos os blogs. Depois disso,preencher o formulário Rafflecoptero máximo que puder e torcer…

Então vamos lá! Preste atenção nas regras para não perder sua chance. Seguir os blog é essencial e primeira regra do sorteio.

 

2 – Responder o e-mail que eu enviar no prazo de 48 horas. Após isso haverá outro sorteio.
3 – Deixar um comentário neste post, nem que seja para me dar “BOO”. Não precisa deixar e-mail.
4 – Leitores de fora do país também podem participar. O prazo de entrega de vocês é maior, obviamente.
5 – As páginas do Facebook que estão no formulário devem ser CURTIDAS e não apenas VISITADAS. Essa opção pode desclassificar você.
6 – Preencher o formulário abaixo o máximo que puder!

Ah! Aos que ainda não sabe participar dos sorteios com o formulário Rafflecopter é só clicar AQUI que eu ensino passo a passo.



Boa sorte!!!

Contos · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Dia das Bruxas · Diário de uma escritora outsider · Ficção Científica · Halloween · Infantojuvenil · Literatura Nacional · Lobisomens · Maratona do Terror: Perdidos - Contos de Arrepio · Mistério · Romance Policial · Serial Killer · Sobrenatural · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Terror]

Pré – Venda + 5 motivos para ler Maratona do Terror

Tenho uma notícia super linda para compartilhar com vocês : Foi liberada a pré – venda do meu livro “Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio” *–* Partiu convidar os amigos, as amigas, namorado, namorada, família, papagaio, cachorro e os inimigos, TODO MUNDO!!!
COMPREM, CURTAM E COMPARTILHAM COM OS AMIGOS ❤ Vamos encher o mundo de Perdidxs!!! Para comprar, clique aqui.

Para quem não conhece ou caiu aqui de paraquedas, listei cinco motivos para ler Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio. Partiu?

Maratona do Terror: Perdidos – Contos de Arrepio é um livro que reúne uma série de contos de fantasia, ficção científica, sobrenatural e terror. Vocês vão encontrar mistérios, amor, enigmas e muitas surpresas.

• No livro vão encontrar também muitas criaturas fantásticas, simbologias, líderes de torcida, lugares assombrados e amigos muito loucos. Uma das coisas que queria era manter o clima anos 80 nas histórias. Espero ter conseguido passar isso.

• Algumas pessoas comentaram comigo que estavam com medo de ler o livro, mas STOP. Se vocês acham que vão encontrar cenas a lá exorcista no livro, fiquem tranquilos que não. Quando tive a ideia para o livro de contos, queria mostrar todo o tipo de terror. Só que o terror é algo MUITO complexo. Para uma criança, pode ser uma prova de matemática e para um homem, pode ser conhecer a sogra. Quando escrevi o livro, queria brincar com o conceito de Terror. E sim, ele é sombrio, foi proposital. Mas sobre medo, isso vai depender muito de cada um. Eu aprendi com os meus mestres R. L. Stine e Stephen King que nem sempre o terror tem muito sangue, nem sempre é preciso morrer alguém pra ficar aterrorizado. O terror é muito maior que isso!

• Muitas coisas me inspiraram a escrever o livro. Até fiz um post sobre isso aqui e se vocês quiserem posso fazer outro post contando, mas o que me mais me influenciou foram os livros e as adaptações do R. L. Stine, como Goosebumps, Clube do Terror, A hora do Arrepio e The Haunting Hour. Adoro a forma como ele escreve e a forma como a história se desenvolve. Esse livro também é uma homenagem a ele.

• Alguns personagens foram baseados em pessoas que conheço. Duas amigas minhas sempre reclamaram que nunca viram uma personagem como elas ou com o nome delas. Não seja por isso, seus desejos foram atendidos. Também incluí o nome de alguns desafetos nas histórias, funciona como uma espécie de terapia. Se os personagens tem um final feliz ou não vão ter que conferir na íntegra haha. Adoro usar coisas da vida real na ficção, acho que isso aproxima o leitor da história.

Caso ainda tenha dúvida se deve ler ou não, compartilho com vocês as entrevistas que dei para os Sites Se Liga Leitor e Endless Poem. O lançamento do livro também foi destaque nos Blogs e sites Minhas Impressões, Minha Montanha Russa de Emoções, Perdidas na Biblioteca,  Iris Figueiredo e no Hey Event (Um site de Portugal *O*). Para deixar um gostinho de quero mais, deixo  alguns quotes do livro que já foram liberados!

 

 

 

Quem é do Rio está super convidado para comparecer ao Evento de Lançamento que será no dia 06 de Setembro ás 16 horas no Estande E19 (Estande da Qualis) no Pavilhão Azul. Quero ver todo mundo por lá! Vai ter muitos autógrafos, selfies e abraços ❤ Confirme presença aqui! E ah, no dia 18 de Outubro vou estar ao lado de vários Autores legais no LiteraCaxias em Caxias (RJ) às 13: 00. Para confirmar presença, clique aqui.  Faltam apenas 12 dias e estou super ansiosa! Volto em breve com mais novidades e informações ❤

 

 

 

99 fear street · Clube do terror · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Dia das Bruxas · Editora Fundamento · Fantasmas da rua do medo · Fear Street · Ficção Científica · Fox Kids · Ghosts of Fear Street · Goosebumps Horrorland · Goosebumps series 2000 · Goosebumps: Monstros e Arrepios · Halloween · Infantojuvenil · Jogos Macabros · Lobisomens · Midnight Society · Mistério · Misticismo · Party Games · Rua do Medo · Serial Killer · Sobrenatural · Terror Psicológico · Trailer · Trailer de Goosebumps: Monstros e Arrepios · TV · Welcome to dead house · Zumbis · [Anos 90] · [Filmes] · [Goosebumps] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Terror]

Trailer de Goosebumps: Monstros e Arrepios

Quem me conhece sabe que sou super fã do R. L. Stine e Goosebumps, que foi assunto várias vezes aqui. A adaptação da série Goosebumps publicada pela Editora Fundamento, cuja primeira temporada está disponível no Netflix, ficou famosa por causa da série que foi exibida na Fox Kids nos anos 90. R. L. Stine também é autor de Rua do medo e A hora do arrepio que também viraram séries. O filme tem Jack Black no elenco e estreia prevista para Outubro de 2015. Quem aí está ansioso? Eu tô contando os dias! Podemos comemorar, o terror e os anos 90 estão de volta!!!

Fantasmas · Freeform · Resenhas · Serial Killer · Teorias · Terror Psicológico · TV · [Abc Family] · [Literatura] · [Livros] · [Pretty Little Liars] · [Sara Shepard] · [Séries] · [Terror] · [Um vício chamado Pretty Little Liars]

Um vício chamado Pretty Little Liars

Já faz um bom tempo em que estava para fazer esse post, mas a falta de tempo e a dificuldade em começar esse texto me impediam. Não é segredo para ninguém que sou muito fã de Pretty Little Liars. Tem dois anos que acompanho a série e a cada episódio, fico mais viciada.

SPOILERS! Leia por sua conta e risco! 

Pretty Little Liars é uma série de TV da Abc Family, baseado na série de livros de mesmo nome da Sara Shepard e publicado pela Editora Rocco. Apesar de não ser fiel aos livros, PLL gira em torno da noite do feriado do dia do trabalho no qual Alison Dilaurentisa adolescente queen bee – desaparece misteriosamente e é dada como morta.  No fatídico dia, Alison passava a noite com as amigas no celeiro da Spencer.

Um ano se passa, as amigas se separam e seguem suas vidas. Mesmo sendo amigas de Alison, uma parte delas se sente aliviada. Infelizmente Alison era uma pessoa perigosa, do tipo que adorava ameaçar e praticar bullying com os outros. Ela conhecia o segredo de cada uma e se aproveitou disso diversas vezes. Alison Dilaurentis é aquela figura mítica: rainha da escola, popular, admirada e seguida por meninos e meninas que amava pisar nos outros.  Exatamente um ano depois do seu sumiço, o corpo da jovem é encontrado. As meninas acabam se reaproximando e começam a ser chantageadas por -A que sabe todos os segredos. Curiosamente, coisas que só Alison sabia.

Confesso que comecei a assistir por insistência das minhas primas. Na minha cabeça, PLL era uma série no estilo Gossip Girl. Só que no momento em que comecei a assistir, percebi o quanto estava enganada. Na primeira temporada, temos o desenrolar da noite mais comentada de Rosewood (onde se passa a série) e acompanhamos o que rolou depois de toda a tragédia. Vemos as meninas tentando voltar a sua vida normal, com amores, muitas festas e agitos, mas -A não deixa barato e as assombra o tempo inteiro, seja por sms anônimos ou cartas. Com muito terror psicológico e como não podia deixar de ser, muitas mentiras. A primeira temporada não é uma das minhas favoritas. Achei muito confusa, fraca e com muitos furos. Mas definitivamente tem alguma coisa nessa série que prende a atenção do telespectador.

Já a segunda temporada é uma das minhas favoritas. A trama começa a amadurecer e observamos um clima sombrio que ronda a série e que vem pra ficar. O desenrolar dos enigmas, o início dos casais e o lado detetive de Spencer me tornaram fiel a PLL. E claro, não poderia deixar de citar a descoberta de que Mona é -A. Foi incrível! Sem dúvidas, foi um dos pontos altos da série. Nunca vou me esquecer do último capítulo em que é revelado, Mona de capuz preto e o covil de -A. O ponto fraco fico por conta de Maya, a namorada de Emily que é uma personagem who, não diz a que veio e foi pouco explorada. Sei que não tem como dar espaço para todos os personagens, mas até agora não consegui encaixar a morte dela com a história em si (a princípio, segundo os produtores, a morte dela não está ligada ao psicopata da série). Como em PLL tudo pode acontecer, não descartei possibilidades ainda.

Já a terceira e quarta temporada são as melhores ever na minha opinião. Elas têm uma sequência de enigmas e mistérios que compõem a trama e estão equilibradas. São temporadas bem escritas e desenvolvidas. Na terceira temporada, vemos que Mona está no Radley, hospital para pessoas que possuem problemas com distúrbios psicológicos e descobrimos que há um novo -A e que ele/ ela roubou o seu jogo. E quando as liars pensam que finalmente estão livres, se descobrem mais presas aos segredos e mentiras. O ep 3×01 “Aquela noite” é a entrada para a “nova fase” de PLL. Qualquer semelhança com o 1×01 não é coincidência. Segundo a produtora Marlene King, foi intencional. Como se estivesse inciando uma nova série dentro da série. Que loucura! Outro ponto positivo é que a série é famosa pelos episódios temáticos de Halloween. Não curti muito os primeiros, achei bem fraquinho. Só que o da terceira temporada se passa no trem e omg! É maravilhoso!!!  Com direito a Adam Lambert cantando muito em uma noite pra lá de sombria. Esse é um dos meus episódios preferidos que não me canso de ver, só perde pro especial de Halloween da quarta temporada). Acho que se algum espectador tem dúvidas sobre PLL, na terceira tem tanto suspense, surpresas e mistérios que é impossível não se envolver ❤

A quarta temporada marca a entrada de novos personagens intrigantes como Cece que acrescentam e confundem a trama. Temos também o ponto alto da temporada que é o episódio especial de Halloween, se passa no cemitério da cidade pra lá de estranha Ravenswood que marca o início da série paralela de mesmo nome que flopou. Nem preciso dizer que amei esse episódio né? Uma das coisas mais fantásticas em PLL é que mesmo sendo uma série de jovens, eles vão fundo no terror e suspense. Jovens mentirosas se metendo em confusões aterrorizantes? É a minha cara

Já a quinta temporada foi um erro atrás do outro. Com a volta da Alison, acreditamos que finalmente teríamos respostas, o que não aconteceu. Só teve enrolação, as liars super passivas a amiga que estava desaparecida, o que ninguém esperava e episódios bem entendiantes. A morte da Mona foi uma das coisas mais horríveis que aconteceu, ela só desacelerou a trama. Porque era justamente a Mona quem poderia agilizar a descoberta de -A, o que novamente não rolou. A própria Marlene King comentou que sentiu que os fãs estavam desmotivados. E pra completar, não tivemos o especial de Halloween, mas sim o de Natal que foi um dos episódios mais parados. A história prometia muito, mas parece que se perdeu no caminho. Podíamos ter ficado com o episódio de Halloween. O triste é que de acordo com a produção, não vão ter mais especiais de Halloween. Torço para que mudem de opinião, porque eles são sempre os melhores e funcionam como extras da trama.

Para a sorte dos fãs, a sexta temporada começa literalmente lacrando. Parece que realmente a produção de PLL está cumprindo as suas promessas, o que significa que começamos a ter respostas. Os episódios até agora se dividiram em agitados e parados, mas é totalmente compreensível em vista dos últimos acontecimentos. Mas nota-se que eles marcam uma nova fase da série, mais direta e bastante dark. De acordo com os grupos de fãs, descobriremos quem é -A no último episódio do primeiro arco da sexta temporada. Depois teremos um pulo de 5 anos no qual veremos as liars mais velhas e com vidas diferentes. Praticamente uma nova história dentro da série, iniciando uma nova fase na história.

Uma parte de mim está adorando e outra triste, porque o dia em que nos despediremos de Pretty Little Liars está se aproximando. A série vai terminar na sétima temporada.  Não é fácil dizer adeus a uma série que demorou a me conquistar, mas quando menos esperei roubou o meu coração. Apesar do roteiro ruim, a trama clichê e possuir um enredo quase fantasioso, vejo PLL como uma alegoria da vida. Quem assiste sabe que alguns personagens somem do nada, relacionamentos terminam assim como acontece no dia a dia. Todo mundo já sofreu nas mãos de alguma Alison ou já teve alguma fase Spencer em sua vida. O fato é que essa é uma série de acelerar os seus batimentos cardíacos e quebrar a cabeça com teorias. Se eu tenho palpite de quem é -A? Claro, mas isso vou deixar para outro post!

E ah, uma das coisas mais divertidas da série é que ela é cheia de referências a filmes e músicas, principalmente antigas e os nomes dos episódios são super criativos. Também tenho que parabenizar a produtora Marlene King por conseguir fazer com que todos os personagens parecessem suspeitos. Sou Escritora e sei o quanto isso é difícil. É por essa e outras que amo e apaixonada por PLL ❤

Espero que tenham curtido o post! E vocês, tem alguma série em que são viciados? Já assistiram PLL? Divida comigo nos comentários. Vou adorar saber ❤

99 fear street · A hora do arrepio · Clube do terror · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Editora Fundamento · Fantasmas da rua do medo · Ghosts of Fear Street · Goosebumps Horrorland · Goosebumps series 2000 · Halloween · Infantojuvenil · Jogos Macabros · Lobisomens · Minhas coleções de livros do R. L. Stine · Mistério · Misticismo · Party Games · Rua do Medo · Serial Killer · Sobrenatural · Teen · Terror Psicológico · TV · Zumbis · [ The Haunting Hour] · [Anos 90] · [Crônicas] · [Editora Rocco] · [Filmes] · [Goosebumps] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [R. L. Stine] · [Terror]

Minhas coleções de livros do R. L. Stine #Parte1

 

Dizem que na vida todo mundo carrega um vício. Alguns chocolate, roupas e nos meu caso foram os livros. Ué, como assim foram? Bem, não escondo de ninguém que sempre fui apaixonada por livros e isso me fez comprar vários, alguns de forma impulsiva. Com o tempo, reparei que não era justo. Consegui me “desapegar” e doei alguns livros, dei, troquei, fiz sorteios e vendi. Cheguei a conclusão de que posso amar os livros, mas isso não significa que deva comprar sem parar e deixar largados na estante “só pra tirar foto” ou como dizem, “ostentar”. Meus livros diminuíram muito e agora posso dizer que não são mais um vício, mas sim uma paixão.

Ainda assim, me permiti cometer algumas loucuras hehe. Todo mundo é fã de alguém na vida. Seja na música, na tv ou na Literatura. Comigo, não podia ser diferente. Sempre que leio livros e acabo me apaixonando pela escrita do Autor, decido acompanhar as outras obras dele.  Hoje venho apresentar a minha coleção de livros de um dos Escritores que mais amo no universo, R. L. Stine ou Bob – como os fãs o chamam.  Pode não parecer, mas sou muito exigente com os livros. Tirando o R.L. Stine, também faço coleção dos livros da Agatha Christie, Stephen King, L. J. Smith, Paula Pimenta, Scott Westerfeld, Marian Keyes e J. K. Rowling. Se vocês toparem, faço outro post sobre as minhas outras coleções.

 

 

Draculaura fazendo companhia aos irmãos *–*

Meu interesse pelos livros do R. L. Stine começou com a série que acompanhava pela TV e os livros que tinham na Biblioteca e feirinha do colégio que estudava. Na época, não tinha dinheiro para comprar e costumava pegar emprestado da biblioteca e das amigas. Foi assim que acabei me apaixonando pela escrita instigante e viciante do Escritor. O que mais me impressionava é que apesar de escrever para crianças, os adultos também liam os seus livros e ficavam encantados. Acho que essa é a magia do livros, torná-los universais de forma que diferentes públicos se interessem por ele.

Passei praticamente a minha infância e adolescência inteira assistindo O Clube do Terror, Goosebumps e A hora do arrepio. Como falei em outro post, todas essa séries e mais The Haunting Hour – uma espécie de regravação de A hora do arrepio em 2010-  foram baseadas em seus livros. Alguns episódios podem até ser diferentes dos livros, mas 90 % segue o ritmo da história. O tempo passou, acabei parando de assistir, mas os livros dele nunca saíram do meu coração. E foi quando comecei a escrever os meus próprios livros  buscando Livros e Escritores que me inspiraram, fiz uma viagem no túnel do tempo e decidi começar a fazer coleção. Ah Juliana, mas são livros de criança! Não, não são. R. L. Stine tem fãs de todas as idades, é super popular nos Estados Unidos e também escreve livros para adultos, na mesma vibe de Stephen King.

 

 

Acho que o destino quis ajudar, porque em uma dessas trocas em que me desfiz de alguns livros, encontrei uma leitora que queria trocar os livros dele. Foi um sinal e a partir daí, comecei a caça aos livros de Bob. Infelizmente alguns títulos como Rua do Medo, Fantasmas à solta e A hora do arrepio foram publicados pela Rocco há muito tempo e não faço ideia se eles continuam publicando. Já os exemplares de Goosebumps são publicados pela Editora Fundamento. Resumindo: alguns comprei em sebos, troquei e ganhei de aniversário e sem ser no meu aniversário hahaah. O mais legal é que amigos costumam encontram os livros dele e logo vem me avisar. Adoro quando sou lembrada, isso é bem coisa de fã ❤

Sei que vocês devem pensar que a minha coleção é modesta, mas acreditem que estou fazendo de tudo pra adquirir mais títulos. Até já entrei em contato com donos de sebos pra vocês notarem o amor que tenho por essas séries. Também acabei fazendo muitas amizades com outros fãs, o que é ótimo. Apesar de R. L. Stine ser popular no Brasil é difícil entrar em contato com os fãs. A notícia boa é que recentemente foram públicados lá fora dois livros da Fear Street: Party Games e Don’t stay up late, ou melhor da Rua do Medo e estou torcendo para a Rocco publicá-los. Já perguntei para eles, mas a Editora ainda não me respondeu a respeito. R. L. Stine participou de um Evento de lançamento do livro na semana passada em Nova York, o que me fez ficar bem triste por não poder estar lá, mas quem sabe um dia? Sonhar não custa nada!

Para o texto não ficar mais longo, se vocês toparem, posso falar sobre os livros em futuros posts. E aí, topam? Outra notícia boa é Goosebumps vai virar filme com Jack Black. Pirei com a notícia ❤ Isso é ótimo para os livros e o R. L. Stine voltarem com força total! 2015 é um ótimo ano para ser fã de R. L. Stine hahaha

 

99 fear street · Clube do terror · Contos · Contos de Arrepio · Contos de Terror · Cultura Gótica · cultura pop · Dark · Editora Fundamento · Fantasmas · Fantasmas da rua do medo · Fear Street · Fox Kids · Ghosts of Fear Street · Goosebumps Horrorland · Goosebumps series 2000 · Halloween · Infantojuvenil · Jogos Macabros · Lobisomens · Mistério · Misticismo · Nickelodeon · Party Games · Rua do Medo · Serial Killer · Terror Psicológico · TV · [Anos 90] · [Crônicas] · [Direto do túnel do tempo: O mundo de Goosebumps] · [Goosebumps] · [Literatura] · [Livros] · [R. L. Stine] · [Séries] · [Terror]

Direto do túnel do tempo: O mundo de Goosebumps

Ser criança nos anos 90 significava curtir um monte de coisas legais como Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira e séries baseadas nos livros do awesome Escritor R. L. Stine como Goosebumps. Uma das minhas maiores lembranças de quando criança era assistir e ler O Clube do Terror, HorrorlandGoosebumps  e A hora do arrepio. Se você foi criança nessa época, com toda certeza sabe do que estou falando >.<

 R. L. Stine é um Escritor que foi muito popular nos anos 90. Ele foi considerado a “J. K. Rowling” daquela década. Grande parte das suas séries de livros viraram série de TV – com exceção de A rua do medo que também amo. Com temáticas sombrias, suas histórias são cercadas pelo sobrenatural. Fantasmas, bruxas, lobisomens e psicopatas, R. L. Stine consegue fazer uma combinação perfeita de fantasia, sobrenatural e thriller de arrepiar os cabelos. Ao contrário do que muitos imaginam, apesar do público alvo de Bob – como os fãs o chamam – serem as crianças, ele também escreve para adultos como o livro Eye Candy que recentemente foi adaptado para a TV em formato de série pela MTV.

 

Além de ser fã do R. L. Stine, também o considero uma grande influência como Escritora. Adoro como as tramas dele se desenrolam, fugindo do óbvio e personagens clichês.  R. L. Stine consegue dar volta no leitor, surpreender e entregar um final instigante. Ele é um dos meus Escritores favoritos, tanto que faço coleção de seus livros.  O mais bacana é que apesar do livro ser editado por várias Editoras diferentes, as diagramações têm os climas dos livros e as capas são sensacionais, sombrias e desenhadas. Elas viraram referência a obra do Escritor.

O que mais me fascina em Goosebumps (Arrepios em Português e do ano de 1995) é que diferente de O Clube do Terror, os finais nem sempre têm lição de moral. Enquanto que no Clube temos um grupo de adolescentes se reunindo ao redor de uma fogueira para contar histórias assustadoras com uma lição de moral no final,  Goosebumps foge do óbvio e inova com finais e tramas bem arrepiantes. Alguns livros e episódios até achei que não são tão infantis. O próprio autor já contou em entrevistas que seus Editores pedem pra pegar mais pesado. Confesso que fiquei muito surpresa com tal declaração, já que grande parte das pessoas considera os livros infantis bobos e sem graça. Mas não se engane com R. L. Stine, suas histórias infantis assustam até mesmo adultos. E isso é sensacional! A obra de Bob é universal. Eu, vocês, seus irmãos ou filhos podemos ler a vontade. Ele consegue captar a alma dos leitores e escreve para todos os públicos. Quem não se lembra da música de abertura? É inesquecível!

 

                      

Essa é a minha coleção “O universo de R. L. Stine“. Sim, ela já aumentou e se vocês toparem, faço um post só sobre isso!

Recentemente descobri uma série de livros do Autor chamada “Fantasmas à solta” que meu namorado me presentou. Como ele sabe que sou muito fã, descobriu os livros por acaso em uma feirinha e não pensou duas vezes em me presentear. Diferente das outras séries, essa é uma continuação. Infelizmente não tenho o livro 1, mas mesmo assim isso não me impediu de ler e compreender a trama. Parece que “Fantasmas à solta” foi escrita nos anos 80 – como grande parte das outras – e foi um dos primeiros trabalhos do Bob. Foi ali que o autor começou a “fazer o seu nome”.

Há alguns meses também descobri uma série no Youtube chamada The Haunting Hour que foi inspirada nos livros do Autor. Essa série foi produzida recentemente – acredito que em 2006 ou 2010 – e sua essência é muito parecida com A hora do Arrepio e Goosebumps. Tem uns toques de O Clube do Terror, mas as tramas são bem sombrias. Se vocês toparem, posso fazer posts sobre cada uma das séries e os livros que tenho do Escritor. Como podem perceber, não vai ser nenhum sacrifício. Afinal fã nunca se cansa de falar de algo que curte ❤

De todas as séries, Goosebumps é que temos menos episódios no Youtube. Para a nossa felicidade, o NetflixDeus abençoe esse site – comprou várias séries de TV, inclusive a primeira temporada de Goosebumps que tem por lá. Eu claro que já assisti tudo, né? Meus episódios favoritos da primeira temporada são “Bem – vindo ao Acampamento dos Pesadelos” que tenho o livro e “Sorria e Morra” que é maravilhoso e podemos ver Ryan Gosling novinho atuando em uma das suas primeiras aparições na TV.  Já o meu livro favorito de Goosebumps é “O espantalho anda à meia – noite”

Aproveitem para assistir e deixem comentários pedindo para o site liberarem mais temporadas e episódios de uma das séries mais assustadoras dos anos 90.

 

 

 

Para quem curte terror, seja lá qual for a idade, essas séries são muito indicadas. Eu também adoro visitar o site oficial do R. L. Stine que é fantástico. Ele é super atualizado, com informações sobre lançamentos e curiosidades. O autor também é muito ativo no Twitter e super figura. Eu me divirto com os tuítes dele. Para vocês terem uma noção, sou tão fã do Autor que até criei um fã clube dele no Novos Escritores. E claro que os leitores estão super convidados a participarem *–*  Então, se você não conferiu, assistiu ou leu qualquer coisa do R. L. Stine, não perca tempo e corra para ficar por dentro.  O universo do R. L. Stine é definitivamente um caminho sem volta ❤