Editora Fundamento · Geek Girl · Holly Smale · Infantojuvenil · Nickelodeon · Resenhas · Teen · [Disney] · [Literatura] · [Livros]

Geek Girl – Livro 01 (Holly Smale)

Caso você tenha caído de paraquedas por aqui, saiba que apesar de curtir muito ficção sombria, também sou muito fã de comédias. Sejam elas românticas, teens, young adults, etc. É claro que foi amor à primeira vista por Geek Girl que é um livro muito fofo. Apesar de ter o público infatojuvenil como alvo, a galera não só pode, como deve se aventurar por essa série que é pura diversão!

Geek Girl é um livro escrito pela Holly Smale (que é uma fofa e já me respondeu no twitter <3) publicado pela Editora Fundamento e narra a história de Harriet Manners, uma garota inteligente que sofre bullying por “não se encaixar” entre os adolescentes da sua idade. Nat, sua melhor amiga sonha em ser modelo e a arrasta para ajudá-la a realizar o seu sonho. Harriet só não esperava que o jogo mudasse e ela entrasse no meio do caminho (e do sonho) da melhor amiga. Em pouco tempo, a personagem é jogada no meio do mundo da moda sendo vista como uma promessa e tendo que trabalhar com um modelo muito gatinho. Seu pai comemora a novidade enquanto a sua madrasta reluta em aceitar. A relação dos pais dela (sim, a madrasta a criou como filha) rende muitas risadas, os dois são muito engraçados e fogem um pouco do “estereótipo” de pais comuns.

Apesar de não ter sido nerd durante a adolescência e nem uma ótima aluna em matemática e álgebra como a personagem, me identifiquei muito com a Harriet. Principalmente na parte desastrada. Assim como ela, tenho o dom de sair caindo por aí. Somos um imã para esse tipo de coisa. A Harriet é uma jovem ingênua, simples e fiel aos seus amigos e família. A personagem quer viver a sua vida comum, mas é contagiada pelo “E se…” e decide apostar em um futuro diferente. De início, é claro que ela fica com receio com a vida nova. Afinal, Harriet desconhece esse universo da moda, ela vem de outro mundo: o dos livros. A história é muito divertida, bem estruturada e possui uma narrativa super gostosa. A escrita da autora é viciante e a composição dos personagens faz com que os leitores se identifiquem com eles. É um daqueles livros que perdemos a noção do tempo e só notamos quando chegamos ao fim.

Geek Girl é o primeiro da série que leva o mesmo nome do título. Ou seja, têm muitas aventuras da Harriet por aí. A história possui vários plot twits, o que talvez seja surpreendente para muitas pessoas por conta do gênero. Como um bom livro para adolescentes, é claro que não poderia faltar aventuras e muitas confusões. GG também aborda questões importantes como amizade, família, bullying, padrão de beleza e identidade. Geek Girl é um livro bem no clima das séries da Disney e nickelodeon, não duvido nada que no futuro uma dessas emissoras faça uma adaptação para a TV. Aliás, os livros funcionariam muito bem como série de TV, até mesmo por conta da forma como o romance foi criado. Um detalhe que me deixou curiosa é que na época em que li o livro, a capa era igual a que postei lá em cima, mas vi vários blogs e sites divulgando a capa abaixo como a capa do livro 1 (que por sinal é igual a capa original e achei o máximo, porque ela é mil vezes mais linda <3). Que bom que a Editora modificou, já que as capas originais são muito bonitas, divertidas e funcionam bem em grupo.

Acho que ficou claro que me diverti muito com Geek Girl. Foi uma história que me ganhou e deixou um gostinho de quero mais, estou doida pra ler a continuação e saber o que acontece com Harriet e cia. Tem alguém aí que já leu esse livro? Conta para mim, estou doida para saber o que acharam ❤

Beijos,

Ju.

P.s: Essa resenha foi postada anteriormente em meu skoob e blog, mas achei legal compartilhar com vocês e claro, com o texto adaptado ❤

Comédia adolescente · comédia romântica · cultura pop · Editora Gutenberg · Faça seu pedido · Faça seu pedido (Mandy Hubbard) · Mandy Hubbard · Nickelodeon · Resenhas · Teen · [Comédia] · [Disney] · [Filmes] · [Leitores] · [Literatura] · [Livros] · [Séries]

Faça seu pedido (Mandy Hubbard)

“Kayla McHenry está tendo o pior aniversário de dezesseis anos da história! E não é só porque ela é diferente. Fica difícil se divertir quando você está apaixonada pelo namorado da sua melhor amiga.

Na hora de assoprar as velinhas, Kayla faz um pedido: “Eu desejo que todos os meus desejos de aniversário se tornem realidade. Porque eles nunca se realizaram”.

Na manhã seguinte, ela acorda e vê um Meu Querido Pônei cor-de-rosa pastando em seu jardim. No dia seguinte, depara-se com um carregamento de chicletes de bolinha para um ano inteiro. E, então, um cara meio plastificado chamado Ken aparece e começa a segui-la por toda a cidade, a bordo de um conversível!

A cada dia, um novo desejo se torna realidade. Mas… isso PRECISA PARAR. Porque, quando fez quinze anos, Kayla desejou ganhar um beijo de Ben Mackenzie… E Ben, agora, é nada menos que o namorado de sua melhor amiga!”

Olá terráqueos, tudo bem? Que saudade de vocês, que saudade daqui!

Faz um longo tempo que não dou as caras no site. Pelas minhas contas foram quase sete meses de hiatus. Wow! Durante esse tempo, estava super enrolada com a faculdade que emendou um período de retorno da greve com mais um semestre, tcc e os freelas de revisão e leitura crítica que tenho feito. Quando o novo período da faculdade começou, prometi que continuaria a escrever, ler e postar, mas não foi isso que aconteceu. Acabei me envolvendo com as leituras da monografia, fiquei assistindo muitas séries, comi muita yakisoba, fiz novos amigos e decidi que daria um tempo para me dedicar. Mas é claro que também não deu certo haha. Agora estou de férias (eu tenho um mês) e decidi que vou continuar a escrever, ler, postar e vlogar sempre que possível e sem pressão. Eu senti muita falta desse universo e mesmo que, ainda envolvida com o tcc e suas leituras – que estão paradas, aliás – gosto de ler outros livros, escrever e aparecer por aqui. Ou seja, estamos de volta! Yeeeah!

Por causa do tcc, eu fiquei sem ler durante um tempo e com uma ressaca horrorosa. Mas nesse mês de Julho, fiquei sem internet e adivinha o que aconteceu? Isso mesmo, eu li muito, tipo demais! Eu li seis livros em um mês! Para alguém que não estava lendo nada, até que fui muito bem. E um desses livros que li, me diverti horrores e pensei que tinha que falar sobre ele com vocês. Porque sério, ele é incrível! O livro em questão é Faça seu pedido, da autora Mandy Hubbard da Editora Gutenberg. Uma amiga já tinha me indicado, mas não tinha dado muita atenção. Posso dizer que me arrependi amargamente de ter demorado tanto para ler! Faça seu pedido conta a história de Kayla McHenry, uma adolescente que na sua festa de 16 anos pede ao assoprar as velinhas que todos os seus desejos de aniversários se realizem. Ela só não contava que isso realmente fosse acontecer! Seu desejo de aniversariante se realiza e é aí que a loucura começa! Ela é surpreendida por um pônei cor de rosa, várias bolinhas de chiclete em seu quarto, Ann, a boneca trapinho e o Ken que surgem em carne e osso para atrapalhar ainda mais a sua vida.

Acontece que Kayla está com alguns problemas. Ela e sua melhor amiga Nicole andam afastadas agora que a amiga começou a namorar Ben, justamente o cara que ela gosta. E no meio disso tudo, tem que lidar com essa confusão dos desejos e não faz ideia de como resolver. O livro tem uma narrativa muito gostosa, a leitura é fluída e uma comédia das boas. Faça seu pedido é um livro que tem cara de sessão da tarde bem clichê, bem do tipo que eu amo. O flerte com a fantasia é um ponto interessante que torna a história ainda mais atrativa!

Eu virei a madrugada lendo (mais um ponto positivo, pois é possível ler de uma vez só) e gargalhei muito. O livro aborda muitas questões interessantes como amizade, lealdade, amor e relacionamento com os pais. Me identiquei em vários momentos e lembrei dos meus pedidos de aniversários e imaginei que louco seria se eles virassem realidade haha! Fiquei curiosa para ler outros livros da autora e indico para qualquer pessoa que assim como eu, ame comédias românticas, protagonistas fortes e engraçadas como a Kayla que é muito atrapalhada e não resistem a uma história açucarada. Vai por mim, é diversão garantida. Além do mais, o livro tem uma capa super gracinha e é uma daquelas histórias que a gente vai se lembrar pra sempre, com direito a várias referências disney’s. Cinco estrelinhas

Durante a leitura, vi a Kayla diversas vezes como a Selena Gomez (especificamente a Alex Russo de Os feiticeiros de Waverly Place, série que eu amo) e Dove Cameron como Nicole (atriz mega fofa de Liv e Maddie, outra série que eu adoro). Se alguém se interessar em fazer uma adaptação, seria uma ótima ideia hein? rsrs

Batata frita · Café · comédia romântica · Tag das paixões · Tags · [Comida Japonesa] · [Espanhol] · [Filmes] · [Músicas] · [Shakira] · [Starbucks] · [Top]

Tag das paixões

Para começo de conversa não vi essa tag circulando por aí, mas como acho super legal esse tipo de post, decidi criar um para vocês conhecerem as minhas paixões, coisas ou pessoas que fazem o meu coração bater mais forte ❤ E só para constar, amo todos de forma iguais, só dividi pra não deixar o texto imenso haha 

Café

Eu sou completamente APAIXONADA por café. Fui acostumada desde pequena a tomar café com leite antes de sair de casa, mas minha família nunca me deixou tomar café puro. Acho que isso gerou uma obsessão, porque quando cresci fiz questão de beber café preto. Sei que tem muitos jovens que ficam ansiosos para completar 18 anos e poderem beber, mas no meu caso, foi só o café mesmo hauahua. Meu amor só aumentou quando trabalhei em uma empresa que a única bebida de graça era café.  Eu bebia 4 copos por dia, o café de lá nem era tão bom assim, mas para aguentar o turno de estudo – trabalho que era bem pesado, tomava para ficar desperta.  O tempo passou e um amigo da faculdade me apresentou o Starbucks –  antes já era cliente assídua do California Coffee – e virei fã de carteirinha. Essa combinação de café gelado com chocolate me deixa suspirando *–* Existe coisa mais maravilhosa? Acho que não!

Espanhol

Apesar de amar o Inglês desde criança, sou apaixonada pela Língua Espanhola. Tanto que quase me inscrevi no vestibular para Letras (Português – Espanhol) e pretendo um dia fazer um curso presencial. Já fiz vários cursos onlines e até tive aula particular com um Intercambista Chinelo. Acho uma língua linda, rica e muito melodiosa. Meu interesse já é de longo tempo, uma vez que sou MUITO fã (muito mesmo) da Shakira e tenho descendência Espanhola por parte da minha avó partena. Ela tem vários irmãos e digamos que meu bisavô era um tanto quanto popular. Rola boatos de que ela pode ter parentes até na Colômbia. Já pensou se algum dia descubro que tenho parentesco com a Shak? Morri!

 Comida Japonesa

 

Quem me acompanha no Instagram já sabe que vire e mexe estou em algum restaurante de Sushi. Essa é uma paixão que eu e meu namorido descobrimos há uns dois anos. Desde então, viramos clientes frequentes de vários sushisbar. Infelizmente a comida japonesa é cara, mas sempre que dá, eu e ele aproveitamos alguma promoção e até pensamos em fazer um curso para aprender fazer em casa. Só de olhar a foto já bateu saudade ❤

Comédias Românticas

 

Mesmo amando ficção sombria, sou LOUCA por comédias românticas. Seja filme ou livro e por mais que soe bobo, admiro as histórias, seus finais felizes e redenções. Adoro como os diálogos se encaixam nas comédias românticas e a personalidade dos personagens tão bem elaborada. Já até escrevi dois posts sobre essa minha paixão, um sobre E se fosse verdade e outro sobre os filmes que mais amo no universo. É minha gente, posso adorar histórias de monstros, mas a minha cor favorita é rosa, adoro livros e filmes água com açúcar e escuto Britney Spears diariamente. É bom ser os dois lados ❤

 Batata Frita

Um vício chamado batata frita ♥ #InstaFood #McDonalds

A post shared by Juliana Skwara (@juskwara) on

Se tenho uma coisa que adoro e mora no meu coração é batata frita. Por mais gordurosa ou calórica que seja, não me canso de comer e sem culpa. Principalmente se ela for do Mcdonalds, que parece ser quase uma coisa meio mágica, não é? Quando vejo batata fico que nem criança e não consigo comprar esses fast food sem ela. Parte literalmente o meu coração e fico até triste. É amor mesmo!

Como observaram, comida é um tópico frequente na minha lista kkk. É claro que amo muito mais outras coisas, mas pra não deixar o post grande, deixo para outro dia. Um post continuação, quem sabe? E aí, quais as paixões de vocês? Dividam comigo, sei que vocês estão por aí ❤ Espero que tenham curtido conhecer um pouco mais sobre mim!

 

Resenhas · [ Abracadabra] · [1408] · [Curtindo a vida adoidado] · [Disney] · [E se fosse verdade] · [Filmes] · [O fabuloso destino de Amélie Poulain] · [Os melhores filmes do mundo - Pelo menos na minha opinião!!] · [Stephen King] · [The Cure]

Os melhores filmes do mundo – Pelo menos na minha opinião!

Junto com o novo ano, chegaram várias novidades. A primeira delas é que agora somos julianaskwara.com. Pode gritar e pular de alegria *–* A mudança já estava para acontecer faz um tempinho, mas só agora consegui atualizar as coisas. Em breve, o site vai ficar de cara nova e enquanto as mudanças vão surgindo, preparei um post que estava ~ louca ~ para escrever.

Além de ser uma série maníaca e bookaholic confessa, sou apaixonada por filmes. Não me importo de passar horas do meu dia assistindo. Gosto de investigar e descobrir filmes. Os meus preferidos são os de fantasia, aventura, comédia romântica e filmes independentes, aqueles bem trash sabe? Pois é, eu adoro! Também amo os filmes que passam uma mensagem de superação e com final feliz. Eles são a cereja do bolo!  Pensando nisso, resolvi fazer um top dos meus filmes favoritos de todos os tempos, claro que na minha opinião.

 

Você pode concordar ou não, mas a verdade é que sou apaixonada por eles. Não é preciso ter um big roteiro, ser ganhador de Oscar ou ter efeitos especiais. O importante é que o filme toque uma parte da minha alma e o resto, os personagens se encarregam.

 

Curtindo a vida adoidado: A primeira vez que assisti esse filme era pirralha e veja bem, eu sempre sonhei em ser uma adolescente americana dos anos 80. É claro que isso não aconteceu, mas Curtindo a vida adoidado representa uma parte da minha infância e adolescência e possui os diálogos mais hilários de todos os tempos. Aposto que você já quis ter um dia de Ferris Bueller. Não adianta meus caros, John Hughes foi um gênio que soube traduzir a adolescência de forma ímpar em forma de filme. Os conflitos mesmo que em situações meio pastelonas são reais. Afinal, eu também tenho uma irmã chatinha e meio dedo – duro sabe. Ferris, você não está sozinho! Clara, não leia isso!

 

O fabuloso destino de Amélie Poulain: O filme com Audrey Tautou é doce do início ao fim. Apesar de superestimado e considerado cult por alguns, eu adoro a história. A irreverência e inocência de Amélie junto com as canções francesas me fazem acreditar que um dia irei para Paris. O fabuloso destino de Amélie Poulain é um filme sobre amor e esperança. Lindo de viver e prato cheio para se emocionar. Só de pensar meus olhinhos brilham *–*

 

 Abracadabra: Podem achar infantil, mas amo Abracadabra com todas as minhas forças! Tudo nele é fantástico! Apesar de ser indicado para um público infantojuvenil e ser produzido pela Disney – o que o torna mais suspeito ainda –  Abracadabra é um filme para todas as idades. A história das irmãs Sanderson é contada de um jeito sombrio e bem fofo. Não é uma trama pesada. Ao mesmo tempo em que é rico em mitologia, apesar da Bruxaria nem ser tão abordada quanto deveria. E eu que sou apaixonada por Bruxas desde que aprendi a falar, me apaixonei à primeira vista. Portanto, vou ter noventa anos, continuar assistindo Abracadabra e cantando “I put a spell on you and now you’re mine…”

 

E se fosse verdade: Eu sou tão apaixonada por esse filme que até já fiz um post aqui só pra ele. Apesar de curtir tramas mais sombrias, sou romântica e não dispenso uma comédia romântica. E se fosse verdade é encantador por muitos motivos. É um filme que aborda assuntos como amor, fé e morte e de forma suave e tão bonita que é impossível não se envolver e suspirar. E ainda por cima tem The Cure, uma das minhas bandas favoritas na trilha sonora! É claro que o filme se tornou um dos meus queridinhos!

 

 1408: O filme baseado em um dos contos de Stephen King – um dos meus escritores favoritos – é impressionante! Ele caiu nas minhas graças, porque rolou uma identificação muito forte com a trama. Não, eu não vejo fantasmas e nem carrego traumas, mas pretendo ser uma Escritora de Terror. Então quando terminei de assistir o filme, a sensação que tinha é que eu e Mike Enslin éramos um só. Escrever está bem longe de ser uma tarefa fácil – apesar de algumas pessoas acreditarem no contrário – mas isso não diminui o prazer. Ser escritor não é fácil. É uma profissão solitária, desgastante, porém muito prazerosa. E quando vi Mike, um Autor que não mede esforços para escrever o seu livro e buscar literalmente a inspiração – tanto no filme quanto no livro, o Autor tem o costume de se hospedar em Hotéis considerados “assombrados” para encontrar o que assusta os hóspedes – eu pirei. O filme aborda muito bem o cotidiano de um Escritor tendo que lidar com o processo de criação, o ostracismo, o medo do fracasso e o auge da inspiração. Delírio ou a verdade? Para descobrir se tudo era ilusão ou não de Mike, assista o filme. E nem precisa ficar com medo. As cenas não são tão fortes. Fora que tem no elenco John Cusack e Samuel L. Jackson, dois bons motivos para assistir o filme!

Espero que tenham curtindo o post ❤ Tem algum filme que você adore na minha lista? Não deixa de me contar! Pretendo em breve voltar com posts sobre músicas, séries e livros. Falar sobre o que a gente gosta nunca é demais 🙂